Após seguidas quedas, homicídios aumentam no último trimestre em SP

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Após seguidas quedas desde 2007, o número de homicídios dolosos aumentou no último trimestre de 2008 em São Paulo, segundo dados divulgados nesta sexta (30) pela Secretaria de Segurança do Estado.

Foram 1.227 homicídios dolosos (quando há intenção de matar) registrados no Estado contra 1.017 no terceiro trimestre. O número de vítimas desse tipo de crime também aumentou, passando de 1.086 para 1.303.

Em menor proporção, também houve aumento desse tipo de crime na capital paulista. No último trimestre, 337 pessoas foram assassinadas, contra 296 no penúltimo.

Uma queda de 12% nos homicídios havia sido constatada em outubro, quando os dados revelaram que, entre 1º de janeiro e 30 de setembro de 2008, foram registrados 3.199 casos de homicídios dolosos, contra 3.654 no mesmo período de 2007.

Comente

Quem é o culpado pelo aumento do número de homicídios?



Segundo a SSP, ainda que tenha havido aumento no último trimestre, o balanço de 2008 ainda representa o menor índice de homicídios dolosos desde 1999, com uma taxa de 10,6 homicídios a cada 100 mil habitantes.

Em 1999, ano com o maior o índice de assassinatos da história do Estado, houve 12.818 homicídios dolosos em SP, um patamar de 35,71 assassinatos para cada grupo de 100 mil habitantes.

Latrocínios aumentam 64,3%

Na capital paulista, depois de dois anos em queda, os roubos seguidos de morte voltaram a crescer em 2008, passando de 42 casos, em 2007, para 69 casos



Em 2007, foram 4.877 homicídios dolosos no Estado, 11,92 homicídios por grupo de 100 mil habitantes, o que representava uma redução de 66% em relação à 99.

Outros crimes
Segundo a SSP, houve queda nos homicídios culposos em decorrência de acidentes de trânsito, graças à entrada em vigor da Lei de Embriaguez ao Volante, em 3,63%. O número de lesões corporais culposas, feridos no trânsito na maior parte dos casos, teve 6,06% de redução.
O roubo de veículos também apresentou queda em relação a 2007: 13,41%. Se comparados à frota de veículos de cada um desses anos, os números também apontam diminuição. Se levado em conta o crescimento da frota de veículos do Estado, a redução do número de roubos e furtos de veículos é de 62%.

Somados, os veículos roubados e furtados em 2008 totalizam 159.199. O trabalho policial, porém, conseguiu recuperar uma boa parte desses bens e devolvê-los aos seus proprietários: foram 62.096, que representam 39% do total.

Os furtos em geral apresentaram queda de 7,45% em relação a 2007. O número de extorsões mediante seqüestro também mantém a tendência de queda, que começou nesse caso a ser registrada em 2005. No último ano, foram 60 casos, contra 94 de 2007 - diminuição de 36,17%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos