Tempo volta ao normal no Rio Grande do Sul depois de chuva intensa

Da Agência Brasil
Em Brasília (DF)

Depois de três dias de intensa chuva e muitos prejuízos - especialmente na região de Pelotas e Capão do Leão - o tempo volta ao normal no Rio Grande do Sul, com previsão de chuvas esparsas. Esta semana, foram registradas oito mortes de pessoas que estavam em seus carros e foram arrastadas pela correnteza dos rios que transbordaram. Em alguns momentos, chegou a chover 300 milímetros na região Sul.

Muitas estradas, pontes e rodovias federais ficaram bloqueadas, mas a situação caminha para a normalidade, segundo o tenente-coronel Joel Prata Pedroso, coordenador da Defesa Civil estadual. Em Turuçu, 400 pessoas ficaram desalojadas e 800 desabrigadas em conseqüência das chuvas. No centro e norte do Estado, no entanto, 88 municípios estão em situação de emergência por conta da estiagem.

Em Pelotas, 250 moradores ficaram desabrigados esta semana e 500 desalojados em consequência da chuva. As águas na parte sul do Estado, onde a chuva foi mais intensa, estão baixando rapidamente, de acordo com a Defesa Civil, favorecendo a volta dos desalojados para casa. A Defesa Civil Nacional repassou ao governo estadual kits de limpeza para serem usados pelas pessoas que tiveram suas casas alagadas. Elas receberam também colchões e cestas básicas.

Joel Prata disse que o povo gaúcho é solidário e que houve muita ajuda à população para minimizar os efeitos das chuvas. Ele lembrou que o Estado também ajudou as vítimas das chuvas em Santa Catarina e agora presta socorro a seus próprios conterrâneos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos