Operações contra o tráfico deixam seis mortos no Rio

Da Agência JB*

Operações policiais realizadas nesta quarta-feira (4) em favelas da zona oeste do Rio de Janeiro contabilizam seis mortes. Quatro pessoas foram presas. Cerca de 300 policiais, de quatro delegacias especializadas, participam desde a manhã da ação.

De acordo com o delegado da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), Rodrigo Oliveira, o objetivo é reprimir a ação de traficantes nas favelas da Coreia, Taquaral, Rebu e Vila Aliança. Segundo o delegado, armas foram apreendidas.

A polícia encontrou ainda a casa do chefe do tráfico da favela da Coreia, em Senador Camará, conhecido como Aranha. A casa tem dois andares, duas piscinas e churrasqueira. No local, havia remédios para o tratamento da Aids. Segundo os policiais, o traficante já tentou investigar quem lhe passou o vírus. Na rua que dá acesso à casa do traficante, há um parque infantil que impede a passagem de veículos.

A operação provocou o fechamento de três escolas municipais e quatro creches. Segundo a Secretaria Municipal de Educação, poucos alunos compareceram às aulas. Ao todo, há 10 escolas e quatro creches na área. Uma creche não chegou a abrir. Em outras escolas, apenas funcionários compareceram.

A Polícia Civil faz um balanço da operação às 14h, em entrevista coletiva no Rio de Janeiro.

*Com Agência Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos