Mesmo após dez mortes, polícia diz que irá realizar novas operações em favelas da zona oeste do Rio

Da Agência JB

O chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Gilberto Ribeiro, em entrevista à Rádio Globo, exaltou a megaoperação de ontem em favelas da zona oeste da cidade e prometeu que novas operações serão realizadas na região.

Na ação de ontem, 10 pessoas foram mortas pela polícia, sendo que nove delas não possuíam antecedentes criminais. Apesar disso, Ribeiro afirma que todas as vítimas tinham ligações com o tráfico. Cinco bandidos foram presos, mas entre eles não estava o chefe do tráfico da região, principal objetivo da operação

"A quadrilha está enfraquecida e nós vamos continuar e voltar sempre que tivermos informações que nos permitam ter uma chance de prender essa liderança, quando há uma resistência muito forte, a possibilidade de fuga dessa liderança é maior, mas vamos trabalhar para prendê-los", declarou o policial.

Na manhã desta quinta-feira (5), o patrulhamento foi intensificado na área da comunidade do Taquaral e da Coreia, segundo a Polícia Militar. Os ônibus circulam normalmente e as escolas estão em funcionamento. Ontem, mais de 6.000 alunos ficaram sem aula.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos