Troca de geladeiras velhas por novas começa no segundo semestre, diz Lobão

Lisiane Wandscheer
Da Agência Brasil
Em Brasília

O programa que prevê a troca de geladeiras antigas, que emitem gás CFC (clorofluorcarbono), por outras novas, mais modernas e econômicas, vai começar no segundo semestre deste ano. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (6) pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, após a apresentação do Plano Decenal de Expansão de Energia 2008/2017.

"Nossa intenção é substituir 10 milhões de geladeiras velhas no Brasil. O programa é direcionado principalmente às pessoas com menor renda', afirmou o ministro. Segundo ele, a expectativa é que a redução do consumo de energia sirva para o pagamento das prestações das geladeiras novas".

Criado pelo Ministério de Minas e Energia, o programa foi apresentado há dois dias ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sofrerá pequenos ajustes. Lobão informou que os recursos virão do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e, se necessário, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O ministro garantiu que, embora os preço ainda não estejam definidos, as geladeiras sairão mais baratas para o consumidor, que pagará "prestações módicas e juros reduzidos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos