Bombeiros encerram buscas por corpos no rio Manacapuru; avião é periciado

Leandro Prazeres
Do UOL Notícias
Em Manaus (AM)

No início da tarde de domingo, o Corpo de Bombeiros informou que encerrou as buscas por novos corpos de vítimas do acidente com o avião Bandeirante PT-SEA no rio Manacapuru, a cerca de 85 km de Manaus. O avião caiu na tarde de sábado no rio, deixando 24 mortos. Todos os corpos foram retirados pelas equipes de resgate. Apenas quatro pessoas sobreviveram.
  • Luiz Vasconcelos/Folha Imagem/AP

    Operações de resgate no rio Manacapuru seguiram pela madrugada de domingo



Confira a lista de nomes das vítimas do acidente

Durante a manhã, o trabalho dos bombeiros foi mantido após o depoimento de moradores da região, que teriam visto um corpo afundando no rio. No entanto, as buscas, que envolveram cerca de 30 bombeiros, entre mergulhadores e profissionais de superfície, foram concluídas e a hipótese da existência de um 25º corpo foi descartada.

A aeronave foi levada para a margem do rio Manacapuru e já está sendo periciada. Quatro peritos da Aeronáutica, três de Manaus e um de Brasília, são os responsáveis pela avaliação.

O Comando da Aeronáutica iniciou as investigações para descobrir a causa do acidente. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que o comandante do avião tinha documentação regularizada para pilotar.

Apenas quatro pessoas sobreviveram, entre elas uma criança. Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43, foram encaminhados para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru, e passam bem.

Segundo as equipes de resgate, os sobreviventes estavam em assentos na cauda do Bandeirante. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga.

Os corpos de 22 vítimas serão levados até a cidade de Coari, de onde partiu o avião, onde serão enterrados. Outras duas vítimas do acidente serão sepultadas em outros locais do Estado.

O avião, que partiu de Coari com destino a Manaus, tentou pousar em uma pista abandonada em Manacapuru por volta das 14h (horário local), que fica próxima ao rio. Segundo o Corpo de Bombeiros, a aeronave caiu a 500 m da pista.

Antes do acidente, o avião pediu autorização ao Centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de Coari cerca de uma hora após a decolagem. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.

Por volta das 14h (horário local), o avião teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos