Operações da PF prendem 54 pelo país por tráfico de drogas

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizada às 12h06

A Polícia Federal prendeu 54 pessoas por todo o país em duas operações contra o tráfico internacional de drogas. Somente na cidade do Rio de Janeiro, foram efetuadas 28 prisões.

As duas operações, chamadas "Nocaute" e "Trilha Albis" contam com a participação de cerca de 300 agentes, 200 só no Rio de Janeiro. No Rio, a PF cumpre 70 mandados de prisão, a maioria na zona sul.

Segundo a Polícia Federal, a operação "Nocaute" prendeu as 28 pessoas no Rio de Janeiro, além de outras quatro pelo país. Pela "Trilha Albis" foram efetuadas 22 prisões pelo país.

As ações da PF também ocorrem em Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e no Distrito Federal.

Cocaína apreendida na França
As investigações duraram cerca de dez meses e começaram com a apreensão, em 20 de fevereiro do ano passado, de 990 gramas de cocaína por policiais franceses no Aeroporto de Orly, escondidas em uma mochila de marca brasileira. Por volta de 20 dias depois, dois brasileiros foram presos pela polícia francesa.

Segundo o Ministério Público Federal, que ofereceu a denúncia à Justiça contra 28 pessoas por tráfico internacional de drogas, os denunciados contratavam "mulas" para transportarem cocaína para a Europa, principalmente para a Holanda, de onde traziam drogas sintéticas para vender no Brasil.

"Os acusados são todos jovens de classe média alta, residentes em bairros nobres, principalmente no Rio de Janeiro, muitos praticantes de surf e freqüentadores de academias, que largaram os estudos e jamais tiveram ocupação lícita formal ou informal, dedicando-se exclusiva e diuturnamente ao comércio de entorpecentes, onde auferem rendimentos que possibilitam um padrão de vida sedutor para a maioria dos jovens de sua idade", afirmam os procuradores da República José Augusto Vagos e Orlando Cunha, responsáveis pela denúncia, em nota divulgada no site do MPF.

Segundo o MPF, o grupo evitava falar ao telefone, preferindo o uso da internet, principalmente via MSN, valendo-se de neologismos, frases lacônicas, códigos, abreviações, palavras com sílabas invertidas, endereços de e-mail com nomes fictícios e rotineiramente substituídos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos