Governo de SP lança "Virada Social" em Paraisópolis, mas mantém ocupação policial

Guilherme Balza
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Após 16 dias de ocupação da Polícia Militar na comunidade de Paraisópolis, zona sul de São Paulo, o governo de São Paulo lançou um projeto batizado de "Virada Social - Qualidade de Vida com Segurança'", cujo propósito, segundo o governo, é combater a criminalidade e aproximar a população local da polícia por meio de cerca de 80 atividades culturais e assistenciais envolvendo moradores e policiais.

A solenidade de lançamento do projeto na comunidade ocorreu na manhã desta quarta-feira (18) e teve a presença do prefeito da capital, Gilberto Kassab, do secretário da Assistência e Desenvolvimento Social, Rogério Amato, do secretário de Segurança Pública, Ronaldo Marzagão, e do comandante geral da Polícia Militar, coronel Roberto Antonio Diniz.

"A Virada Social é um programa de governo, avalizado pelo governador José Serra e pelo prefeito Gilberto Kassab", afirma Amato. "A secretaria da Assistência e Desenvolvimento Social coordenará os trabalhos com diversas outras secretarias, empresas estatais, com o judiciário e legislativo. As ações serão integradas entre o governo do Estado e a prefeitura de São Paulo", completa.

Um terço da comunidade não tem emprego formal
Paraisópolis é a segunda maior favela de São Paulo, com 85 mil pessoas morando em 0,789 km². Dados da secretaria Municipal de Habitação revelam que um terço da população ativa da comunidade está desempregada ou trabalhando em atividades informais. A renda média mensal dos chefes de família empregados é de 1,86 salário mínimo para os homens e 1,16 para as mulheres.

"Paraisópolis é uma comunidade que possui um dos maiores adensamentos demográficos do país. O poder público não ocupou o espaço ali. É importante conduzir as transformações de perto, com o olhar do local", afirma Amato.

"O desemprego é um problema estrutural que, evidentemente, não conseguiremos resolver com a Virada Social. A Virada é necessária, mas não suficiente", acrescenta o secretário.

Os dois primeiros eventos da Virada foram voltados ao público infantil. Nesta quarta-feira, além de uma apresentação do Canil da PM, o Centro Odontológico da Polícia Militar começou a atender crianças de 5 a 12 anos.

Operação Saturação
A Virada Social dá continuidade à Operação Saturação por Tropas Especiais, deflagrada no dia 2 de fevereiro na comunidade, após um grupo da comunidade se revoltar com a morte de suposto foragido da Justiça - morto, segundo a secretaria de Segurança Pública (SSP), durante uma troca de tiros com policiais - e bloquear, com barricadas, a avenida Giovanni Gronchi, umas das principais vias do Morumbi. No mesmo dia, policiais que foram enviados até a comunidade para colocar um fim às manifestações de revolta entraram em confronto com moradores.

Desde então, Paraisópolis está ocupada por cerca de 300 homens da Tropa de Choque - muitos utilizando fardamento de guerra -, 100 policiais do 16º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, 100 viaturas, 20 cavalos, quatro cães e um helicóptero Águia. As forças de segurança permanecerão na comunidade durante a Virada Social.

A ocupação da comunidade divide os moradores. Enquanto alguns dizem se sentir mais seguros, outros acusam a polícia de usar métodos truculentos nas abordagens e de não respeitar os moradores. De acordo com o último balanço da SSP, cerca de 13.500 pessoas já foram abordadas no local, 7 kg de drogas foram apreendidas, além de 11 armas diversas e 12 veículos que haviam sido furtados e roubados foram recuperados.

Ainda segundo a SSP, 49 pessoas foram presas ou apreendidas, sendo 17 em flagrantes, 19 fugitivos da Justiça recapturados e 13 menores apreendidos, durante a ocupação. Segundo Amato, "excessos que forem cometidos [pelos policiais] durante a operação serão punidos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos