Sindicato diz que governo não pode ficar "só no discurso" sobre demissões na Embraer

Paula Laboissière
Da Agência Brasil
Em Brasília

Atualizada às 15h42

O presidente Lula recebeu em seu gabinete, no Palácio do Planalto, representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e trabalhadores demitidos da Embraer. Cerca de 100 manifestantes viajaram à Brasília para protestar contra as 4.270 demissões anunciadas pela empresa.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Adilson dos Santos, cobrou do governo que não fique "apenas no discurso" e que tome providências quanto ao corte de 20% no quadro de funcionários.

  • Antonio Cruz/ABr

    Trabalhadores da Embraer protestam contra as 4.270 demissões da empresa

"Até agora, não tivemos nenhuma comunicação. A empresa pegou R$ 8 bilhões e, em contrapartida, estamos vendo demissões. É um caos, precisamos que o presidente reverta isso. O governo não pode ficar só no discurso, tem que agir. Queremos que o Lula, de fato, olhe para os trabalhadores porque, até agora, vimos dinheiro apenas para banqueiros e empresas."

Santos lembrou que até as 9h de amanhã (5), as demissões estão suspensas, mas acrescentou que a Embraer dá sinais de que o corte será mantido.

"A Embraer aplicou dinheiro em ações derivadas e perdeu. É isso que significa esse corte de 20%. Esse dinheiro público serviu para especular e o trabalhador paga a conta. Está na hora de o governo agir."

Durante a manifestação, o deputado Ivan Valente (P-SOL-SP) propôs a realização de uma audiência pública na Comissão do Trabalho para que sindicatos e a própria empresa possam debater a situação dos funcionários.

A expectativa, de acordo com o sindicato, é de que ocorra ainda hoje uma reunião com o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi.

Após passar por Brasília, a caravana segue rumo a Campinas, interior de São Paulo, para acompanhar uma audiência de conciliação entre a Embraer e os sindicatos, no Tribunal Regional do Trabalho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos