Onda de calor em Curitiba provoca filas em quiosques de sorvete

Marcus Vinicius Gomes
Especial para o UOL Notícias
Em Curitiba

O calor registrado nestes primeiros dias de março em Curitiba (PR) tem provocado uma cena incomum no centro da capital paranaense: filas em quiosques de shoppings e redes de lanchonetes que vendem sorvetes.

Espera por um sorvete

  • Denis Ferreira Netto

    De setembro a março, consumo do produto aumentou em 70%



No calçadão de Curitiba, na rua XV de Novembro, por onde passam milhares de pessoas diariamente, as filas se formam diante de quiosques de sorvetes, do tipo batido em máquinas e servido em casquinha. Segundo o gerente de uma das lojas, a venda aumentou em 20%.

De acordo com a Abis (Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes), o aumento da produção nacional durante os meses de setembro a março coincide com o aumento do consumo do produto, em cerca de 70%. Nesse período, são produzidos 900 milhões de litros, incluindo sorvetes de massa, picolés e de máquina vendido nos quiosques.

O sorvete de máquina representa uma fatia de 8% do mercado do produto no país, o que significa 72 milhões de litros produzidos em 10 mil máquinas espalhadas pelo país. Os picolés somam 182 milhões de litros comercializados anualmente, 20% da venda do produto num total de 2,5 bilhões de unidades. O sorvete de massa representa a maior fatia de comercialização da indústria: 653 milhões de litros (72%).

Apesar da produção nacional gigante, o consumo de sorvetes no país é mediano comparado ao de países mais ricos. Cada brasileiro consome 4,7 litros anuais, três vezes menos do que os 15 litros consumidos em países como a Dinamarca e a Finlândia. Na produção mundial, o Brasil está em 10º lugar. O primeiro colocado é os EUA, com 61,3 bilhões de litros, seguido da China (23,6 bilhões) e o Canadá (5,4 bilhões).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos