Presidente Lula diz que aborto deve ser tratado como questão de saúde pública

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

Na abertura do Seminário Mais Mulheres no Poder, nesta segunda-feira (9), em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a mencionar o tema do aborto e o caso da menina de 9 anos que foi violentada pelo padrasto em Pernambuco. A criança ficou grávida de gêmeos e teve a gestação interrompida por médicos na última quarta-feira (4). A igreja católica foi contra e excomungou os médicos que participaram do procedimento e a mãe da menina.

"Recentemente vocês viram o problema da menina de Pernambuco. É mais do que absurdo. Como é que você pode proibir a medicina de cuidar de uma menina de 9 anos?", criticou.

"Se me perguntarem se sou contra o aborto, eu vou dizer que, como cristão, eu sou contra o aborto. Agora, como chefe de Estado, tenho que tratar como questão de saúde pública", acrescentou.

O presidente falou ainda da distribuição de camisinhas que fez no domingo de Carnaval, quando acompanhou os desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro na Sapucaí. "Eu fui questionado no Carnaval porque o (ministro da Saúde, José Gomes) Temporão estava com a equipe distribuindo preservativos. Fui questionado porque joguei preservativo para o público no Carnaval", lembrou.

Para Lula, presidente, aborto é questão de saúde pública

"Eu não posso, como pai e como Presidente da República, fingir que distribuir preservativo é ruim. Quem sabe o que significa a Aids tem mais é que levantar a cabeça e dizer que o governo tem que tratar disso", completou.

Lula completou afirmando que "não tem a verdade absoluta" e que "prefere pagar por fazer errado do que por ter se omitido".

Ministra Dilma
A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) também participou da cerimônia de abertura do Seminário, mas não discursou. O presidente Lula explicou o motivo, de forma bem-humorada.

"Meu discurso está longo e chato. E quando o discurso está longo e chato, eu prefiro improvisar. Eu até tinha pedido para a Dilma me representar hoje, mas a Dilma também tem debate amanhã.., se não vão dizer que tudo que ela fizer é política", disse.

A ministra participa na manhã desta terça, do fórum sobre "Mulher, Poder e Democracia: uma articulação necessária", que também faz parte da programação do seminário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos