Combate à pecuária ilegal na Amazônia será prioridade em 2009, diz Minc

Amanda Cieglinski
Da Agência Brasil
em Brasília

As ações prioritárias do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do governo na Amazônia em 2009 serão o combate ao gado e à madeira piratas, disse nesta terça-feira (10) o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, durante abertura de reunião de planejamento das ações para este ano.

Segundo Minc, além de agilizar os leilões dos bois piratas, o ministério vai fechar um acordo até o fim do mês com o setor da pecuária para fazer o "pacto da carne legal e sustentável na Amazônia", no mesmo modelo em que já foi feito com a madeira e soja. O objetivo é promover a produção, o uso e o consumo sustentáveis desses produtos da floresta amazônica. O ministro afirmou que a pecuária é a responsável pela consolidação do desmatamento na região.

"A gente vai intensificar tanto o combate direto aos criminosos como a legalização, o planejamento e a questão territorial", disse.

Participaram da reunião superintendentes do Ibama, secretários de meio ambiente estaduais, representantes do Instituto Chico Mendes, da Polícia Federal, Força Nacional e comandantes de batalhões de meio ambiente.

O ministro anunciou ainda que "em breve" serão incluídos oito municípios na lista dos 36 maiores desmatadores. Ele não quis adiantar de quais Estados seriam essas cidades.

Até abril, o ministério também quer ajuizar mais 60 ações contra criminosos ambientais. Em setembro, o ministério anunciou uma lista com os 100 maiores desmatadores da Amazônia. "Sem essas ações, o desmatamento cresce, a gente não cumpre a meta de clima e seria uma desmoralização internacional", avalia Minc.

Segundo o presidente do Ibama, Roberto Messias Franco, outra linha de ação em 2009 será a educação das populações que vivem na região para combater as queimadas ilegais. "As queimadas na Amazônia emitem uma enorme quantidade dióxido de carbono na atmosfera, o que torna o Brasil um dos cinco maiores emissores do mundo. Essa posição nós queremos reverter e para isso a população é importante. A pessoa que mora lá na localidade, quando ver uma queimada, tem que nos avisar imediatamente, porque a rapidez é fundamental para combater o fogo."

A reunião para o planejamento das ações de 2009 continua até quinta-feira (12), na sede do Ibama em Brasília.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos