Comissão de deputados acompanha em Catanduva investigações sobre pedofilia

Elaine Patricia Cruz
Da Agência Brasil
Em São Paulo

Uma comissão de deputados estaduais de São Paulo estará hoje (13) em Catanduva (SP) para acompanhar os trabalhos de investigação de uma rede de pedofilia na cidade, que pode ter cometido abusos sexuais contra mais de 40 crianças. Segundo a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a comissão vai acompanhar por 60 dias os trabalhos de investigação, que estão sendo conduzidos pela Polícia Civil, pelo Ministério Público e pela Justiça.

Os deputados vão se reunir com a juíza da Vara de Infância Sueli Juarez Alonso a partir das 13h de amanhã. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do Partido dos Trabalhadores (PT), que apresentou o pedido de criação dessa comissão na Alesp.

Em nota divulgada ontem (12), a juíza Sueli Juarez Alonso confirmou que a Polícia Federal também abriu inquérito para apurar se os acusados do crime de pedofilia utilizaram a internet para o envio, divulgação e/ou comercialização de fotos das vítimas.

Segundo nota da Polícia Federal, o inquérito pretende apurar crime previsto no Artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente, com pena prevista de reclusão de quatro a oito anos e multa. Por envolver crianças e adolescentes, o inquérito correrá sob segredo de Justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos