Com pedido de habeas corpus negado, Dado Dolabella é transferido no Rio

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O ator Dado Dolabella teve o pedido de habeas corpus negado durante a madrugada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Ele foi transferido da Deam (Delegacia de Atendimento a Mulher), no Centro do Rio, para a carceragem da Polinter, em Pavuna, na capital do Rio.

Dolabella foi preso às 19h30 de ontem sob acusação de desrespeitar uma ordem judicial baseada na lei Maria da Penha (11.340/2006), que instituiu penas específicas para quem agride mulheres.

Acusado de agredir a então namorada Luana Piovani e a camareira dela em 22 de outubro passado, Dado estava obrigado, por decisão do 1º Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, a permanecer a pelo menos 250 metros de distância de Luana.

A ordem judicial, no entanto, teria sido desrespeitada em duas ocasiões. A primeira foi no Carnaval, quando os dois estiveram no mesmo camarote, no Rio. A segunda ocasião foi em uma festa, no dia 8 de março. A polícia pediu a prisão preventiva do ator, que foi decretada ontem pelo 1º Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

"A lei Maria da Penha é muito dura e precisa ser respeitada. Se Dado chegou num lugar onde a Luana estava, ele deveria ter saído do local" explicou a delegada Inamara Costa, da Deam, à reportagem do 'Extra'.

Segundo a delegada, não cabe fiança para o caso, e Dado permanecerá preso até que a Justiça julgue um eventual recurso.

Agressão
A discussão que ocasionou o indiciamento de Dado ocorreu durante uma festa em outubro. O casal teria discutido e Dado teria batido em Luana.

A camareira dela, Esmeralda de Souza Honório, tentou apartar o casal, mas teria sido empurrada pelo ator. Na queda, ela sofreu uma luxação e teve que imobilizar os braços. Esmeralda registrou a ocorrência na polícia, e Luana foi testemunha.

Após a discussão, a Justiça concedeu uma medida de proteção à atriz, proibindo que Dado se aproximasse ou falasse com a ex por qualquer meio. A Justiça também pediu a Luana que fizesse uma relação dos lugares em que não gostaria de ver o ator, para determinar que ele não os frequentasse.

A assessoria de Luana disse que ela não comentaria a prisão do ex-namorado.

*Com informações da 'Folha de S.Paulo' e do site 'Extra Online'

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos