CPI da Pedofilia ouve suspeitos e supostas vítimas em Catanduva

Vinicius Konchinski
Enviado especial da Agência Brasil
Em Catanduva (SP)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia inicia na manhã de hoje (18) uma audiência pública para apurar as suspeitas de existência de uma rede de abusos a crianças em Catanduva (SP). A comissão, presidida pelo senador Magno Malta (PR-ES), deve ouvir até amanhã (19) os suspeitos dos crimes e as supostas vítimas.

Estão marcados para hoje os depoimentos da delegada Maria Cecília Sanches, que foi afastada do inquérito policial sobre o caso, e de Edmilson Sidney Marques, diretor de uma escola municipal de Catanduva que teria notado mudanças no comportamento de algumas supostas vítimas. Dois suspeitos presos e um foragido também têm depoimento agendado.

Todos os depoimentos vão ocorrer na Câmara Municipal de Catanduva. Um esquema de segurança vai controlar o acesso do público ao auditório do plenário, que tem capacidade para 120 pessoas.

A imprensa, que desde as primeiras horas da manhã cerca a entrada do local, também deve ter seu acesso monitorado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos