Justiça Eleitoral vai dizer se há conotação política na Operação Castelo de Areia, afirma Tarso

Paula Laboissière
Da Agência Brasil
Em Brasília

Ao comentar o andamento da Operação Castelo de Areia, o ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou hoje (26) que não há nenhuma acusação da Polícia Federal sobre indícios de participação de partidos políticos no suposto esquema de desvio de verbas de obras públicas para abastecer contas no exterior e campanhas eleitorais. Segundo ele, os dados divulgados partiram do Ministério Público ou do Poder Judiciário.

Grupo de discussão

O que você pensa sobre as prisões da Operação Castelo
de Areia, realizada pela PF?

"Da parte da Polícia Federal, não há acusação, ela não é um órgão acusador. O Ministério Público agora vai fazer a denúncia em cima do inquérito que foi realizado. Isso demonstra que temos uma polícia ativa, neutra politicamente e orientada pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas da União", disse o ministro. "Se há conotação política ou não, quem vai dizer é a Justiça Eleitoral", acrescentou.

Tarso destacou que a etapa em que se encontram as investigações é transformar o inquérito em processo judicial, "em que as pessoas vão apresentar suas razões, se defender e fazer suas alegações". Os dados, segundo ele, serão agora analisados pela Justiça Eleitoral como continuidade ao trabalho de investigação da Polícia Federal.

"Quando é feito o inquérito, não se faz vínculo com ideologia, com programas de partidos ou com lideranças políticas. A Polícia Federal investiga fatos delituosos. Às vezes, eles determinam outro inquérito que transcende à lavagem de dinheiro ou à mobilização ilegal de recursos para financiamento de campanhas. Isso vai ser analisado em uma outra fase."

Para o ministro, a divulgação na imprensa de que há indícios de participação de partidos políticos no esquema ocorreu de forma "precipitada" e a Operação Castelo de Areia está "rigorosamente" dentro dos padrões. "É um inquérito rigoroso, profundo, tecnicamente perfeito e que vai ter conseqüências, dadas pelo Ministério Público e pela Justiça."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos