Criança de 2 anos e oito meses morre ao cair do 3º andar de prédio em BH

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte

Atualizado às 15h23

  • Rayder Bragon/UOL

    O prédio de onde João Pedro caiu, em Belo Horizonte (MG)

Uma criança de 2 anos e 8 meses morreu na noite desta quinta-feira (2) ao cair de uma janela de apartamento do 3º andar de um edifício localizado na avenida do Contorno, no bairro Floresta, região central de Belo Horizonte (MG).

Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, o garoto João Pedro da Silva caiu de uma altura de 20 metros, em área localizada nas dependências do prédio. A morte da criança foi constatada no local por uma equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) durante a madrugada. O corpo do garoto foi liberado pelo IML de Belo Horizonte na tarde de hoje e será enterrado em Ipatinga (MG) neste sábado, às 9h.

O menino morava havia 15 dias com a tia, Verônica Souza, 23, que divide o apartamento com uma amiga. De acordo com a polícia, as duas, em depoimento à delegacia do 2º Distrito da Regional Centro, teriam saído para fumar e, ao retornarem, constataram a ausência da criança no apartamento. Em seguida, começaram a procura e pediram auxílio ao porteiro. A tia e a amiga foram liberadas pela polícia após prestarem esclarecimentos.

Ainda conforme o órgão, João Pedro era natural da cidade de Tumiritinga (região do Vale do Rio Doce e distante 381 km de BH). A mãe dele, segundo a polícia, mora atualmente na Itália. A avó tinha a guarda da criança.

Inquérito
A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as causas da morte de João Pedro, e o laudo deverá sair em 30 dias. A assessoria de imprensa do órgão informou que a polícia trabalha com a hipótese de acidente.

No entanto, testemunhas relataram à reportagem do site de notícias UAI terem ouvido muito barulho e gritaria dentro do apartamento na noite de quinta-feira (2).

Um dos moradores do prédio chegou a comentar ter ouvido de vizinhos que eles escutaram gritos e o barulho semelhante ao de um corpo caindo no solo.

Uma das hipóteses levantadas seria a de ter havido uma discussão entre a tia de João Pedro e a amiga antes da queda do menino, mas a Polícia Civil disse que esse fato não foi relatado na ocorrência.

O delegado encarregado do caso é Augusto Oliveira, do 2º Distrito da Regional Centro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos