Homens resgatam paciente em SP; após fazer família refém, criminosos se entregam

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Atualizada às 19h34

Um paciente que estava internado no pronto-socorro do Hospital Municipal Doutor Alexandre Zaio, na Vila Nhocuné, zona leste de São Paulo, foi resgatado por dez homens armados por volta das 15h desta sexta-feira (3). Na fuga, dois criminosos invadiram uma casa e fizeram duas pessoas reféns. Por volta das 18h20, eles se renderam e foram presos. As vítimas foram libertadas sem ferimentos.

Refém de 15 anos disse que teve medo de morrer

Um dos dois reféns dominados por dois homens que invadiram a casa na Vila Taquari (zona leste de São Paulo) tem somente 15 anos. O garoto relatou para os pais que sentiu medo de morrer e teve uma arma apontada para a cabeça por várias vezes


Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o grupo rendeu um funcionário que cuidava do setor de visitas e levou o paciente, identificado como Denis Félix Santos, 28, que estaria com escolta policial. O homem foi levado para o hospital por volta das 2h da manhã de hoje, após ter sido ferido em um tiroteio com a polícia durante a madrugada. De acordo com a Polícia Militar, o grupo que invadiu o hospital estava com uniformes da Polícia Civil. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirma que o paciente era um preso, mas ainda não tem informações sobre a suposta escolta que o acompanhava.

Após a fuga, os homens foram perseguidos pela PM e dois deles se refugiaram em uma residência na rua Guaiaçã, na Vila Taquari, onde fizeram reféns. A residência ficou cercada por policiais da 1ª Companhia do 51º batalhão da PM e policiais da área do 64º Distrito Policial. O Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) ajudou nas negociações.

Perseguição durante a madrugada
Durante a madrugada desta sexta-feira, dois homens - Denis Félix Santos e Valdomiro José Jacó, 29 - foram presos após desviarem de um bloqueio policial em uma rua no bairro de Cidade Líder. Segundo a SSP, eles foram perseguidos e atiraram nos policiais, que revidaram e balearam um dos suspeitos.

Ferido, Santos foi levado ao pronto-socorro da Vila Nhocuné - onde mais tarde foi resgatado -, e passou por cirurgia. Ele não tem antecedentes criminais. Jacó foi encaminhado à carceragem do 49º DP e, posteriormente, transferido ao presídio de São Bernardo. O preso tinha passagem na polícia por roubo e porte ilegal de arma. Junto com os homens foi apreendido um pacote de maconha, segundo a SSP.

* Com informações da Agência Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos