Grupo de trabalho vai apresentar plano para recuperação do Corcovado em um mês

Thais Leitão
Da Agência Brasil
No Rio de Janeiro

A região ao redor do Corcovado, um dos principais cartões-postais do Rio de Janeiro, vai passar por um processo de revitalização. Para definir as ações que farão parte da iniciativa, foi formado na manhã de hoje (6) um grupo de trabalho, composto por representantes dos governos federal, estadual e municipal. Em um mês, eles deverão se reunir novamente para apresentar o plano de atividades, que conterá dados como orçamento previsto para cada esfera governamental e cronograma das atividades.

De acordo com o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que participou, junto com o ministro do Turismo, Luiz Barreto, da reunião de hoje, o objetivo é recuperar imóveis que estavam em processo de deterioração na região do Corcovado, além de ampliar a segurança e a estrutura para receber turistas durante todo o ano.

"O Cristo [Redentor, localizado no alto do Corcovado] é um símbolo do Brasil. Se você consegue recuperar toda área no entorno, aumentando atrativos e diminuindo a violência, o ganho para o país em termos de imagem é muito forte. A ideia é que o Cristo abra os braços para o verde e para a ecologia", afirmou.

Entre as ações previstas inicialmente no Programa de Revitalização do Complexo Turístico e Ambiental do Corcovado e seu Entorno, está a recuperação do espaço onde funcionou até a década de 1980 o tradicional Hotel das Paineiras, que já serviu de concentração para a Seleção Brasileira de Futebol. O local deve receber um pólo de visitação, com restaurante panorâmico, centros de educação ambiental, lojas temáticas e cerca de 30 acomodações para os turistas.

Até o fim do mês, deverá ser lançado um concurso público para escolha dos projetos arquitetônicos que serão implementados no local.

Minc também destacou que pretende promover a integração do trenzinho do Corcovado com o bondinho de Santa Tereza, por meio da reativação da estação Silvestre, a mais próxima ao local. Também está prevista a contratação de guardas para reforçar a segurança na região.

O ministro do Turismo, Luiz Barreto, informou que o governo estuda a possibilidade de destinar parte dos recursos previstos no âmbito do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) para promover qualificação profissional de moradores de comunidades carentes próximo à área. O Prodetur/RJ é orçado em R$ 187 milhões, entre recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do governo federal.

"O Parque da Tijuca [onde fica o Corcovado] é o parque nacional de maior visitação turística, com cerca de 1,2 milhão de pessoas por ano. Se vamos incentivar ainda mais o turismo aqui, precisamos de mais gente capacitada nessa área", explicou ele, que destacou que aproximadamente 30% dos moradores das comunidades do entorno já dependem, de alguma forma, da atividade turística.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos