"Mantivemos o controle da situação o tempo todo", diz aventureiro resgatado na Serra do Mar (SP)

Guilherme Balza
Do UOL Notícias
Em São Paulo

O Corpo de Bombeiros localizou, em Itanhaém (SP), 14 pessoas que estavam desaparecidas desde o último sabado (4). O grupo foi encontrado próximo à fazenda Mambu, no caminho entre a área urbana do município e a Serra do Mar. Todos passam bem. Entre eles havia um adolescente de 12 anos. A operação de busca foi comandada pelo Comando de Operações Especiais (COE), da Polícia Militar, e contou com a participação dos bombeiros em razão da grande extensão da área de busca.

De acordo com Milton Timóteo Coelho, um dos aventureiros, em nenhum momento o grupo se perdeu. "Nós estávamos fazendo a trilha margeando o rio. Como estava chovendo muito, por motivo de segurança nós atrasamos a caminhada e esperamos a chuva diminuir. Mantivemos o controle da situação o tempo todo", afirma.

O grupo partiu de Embu-Guaçu para Itanhaém, passando por Juquitiba. A previsão era chegar a Itanhaém na manhã de domingo (5), mas, em razão das chuvas do fim de semana, o percurso atrasou.

Claudia Márcia Ferraz, mulher de Coelho e mãe do adolescente de 12 anos, diz que procurou a delegacia central de Embu-Guaçu na madrugada de domingo pois achava que o grupo havia se perdido na mata, já que não conseguiu entrar em contato com o marido pelo celular. "Eu fiquei desesperada. Com a minha filha de 10 anos no carro, fui até a delegacia e o delegado falou para o escrivão que não precisaria fazer boletim de ocorrência porque o caso era problema dos bombeiros".

Diante da postura do delegado, Ferraz procurou a Polícia Militar para explicar a sua situação. "Liguei na PM e fui com eles novamente até a delegacia de plantão. Só assim o delegado resolveu fazer o boletim de ocorrência", afirma. O delegado titular do DP, Leonardo Piglionico, diz que não foi informado das acusações sobre o seu colega.

Acionados, o Corpo de Bombeiros e o COE da PM afirmaram à mulher que as buscas só poderiam começar domingo de manhã.

"Apenas alguns arranhões"
Apesar do desespero da esposa, Coelho diz que ficou tranquilo durante os dias na selva. "No nosso grupo tem alpinistas, mapeiros, guias turísticos e até professor de educação física. Estamos acostumados com isso", diz.

Segundo o aventureiro, a chuva obrigou o grupo a dormir em uma espécie de gruta, já que não era possível armar as barracas. Coelho conta que, mesmo após esses dois dias na mata, ninguém se machucou. "Sofremos apenas alguns arranhões, o que é normal quando se faz trilha", afirma.

Para o aventureiro, é necessário preparo para quem quiser conhecer os vários atrativos da região. "O lugar é lindo, incrível! Tem rios, cachoeiras, bromélias e muita Mata Atlântica. Mas é uma trilha difícil. Tem que ter experiência, preparo e equipamento."

VEJA A REGIÃO EM QUE OCORREU O INCIDENTE

  • Reprodução/UOL Mapas

    As 14 pessoas se perderam enquanto tentavam ir, por meio das trilhas que cortam a Serra do Mar, de Embu-Guaçu (Grande São Paulo) para Itanhaém (litoral), passando por Juquitiba

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos