Chuvas fortes deixam 300 famílias desabrigadas em Fortaleza

Lauriberto Braga
Especial para o UOL Notícias
Em Fortaleza

Chuvas fortes na madrugada de hoje deixaram 300 famílias desabrigadas em Fortaleza. Além disso, houve desabamentos de casas nas áreas ribeirinhas e queda de muros em vários bairros. Algumas ruas foram interditadas devido à queda de árvores e de postes de luz.

As áreas mais afetadas ficam às margens dos rios Maranguapinho e Ceará. Mas bairros mais ricos de Fortaleza, como Aldeota, também contabilizaram prejuízo com a chuva. As ruas da Aldeota ficaram alagadas impedindo o tráfego de veículos.

A Defesa Civil atendeu a ocorrências em pelo menos 20 áreas de risco. Os desabrigados foram levados para escolas e abrigos públicos.

No interior do Estado, choveu em 77 cidades, mas sem causar maiores prejuízos. A previsão da Funceme (Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos) é que nos próximos dois dias as chuvas sejam mais intensas no litoral cearense e na região do Vale Jaguaribano.

A média histórica para o mês de abril em Fortaleza é de chuva de 200 milímetros ao longo do mês. Somente na madrugada de hoje, choveu 108 milímetros.

Este ano, a quadra chuvosa no Ceará (janeiro a maio) está acima da média histórica, que é de 700 milímetros. Atualmente, ela já passa da 1.000 milímetros no período.

Com as chuvas deste ano, três pessoas morreram. Elas foram levadas pelas enxurradas em cidades do interior. Nenhuma morte foi registrada devido às chuvas de hoje.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos