Operação apreende mais de 170 toneladas de remédios com irregularidades

Do UOL Notícias
Em São Paulo*

Entre janeiro e março deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam 170 toneladas de medicamentos com diversas irregularidades, em vários Estados do país. Os produtos estavam sem registro, com prazo de validade vencido, falsificados ou contrabandeados. Durante as operações, 54 pessoas foram presas.

Segundo o Ministério da Justiça (MJ), foi a maior apreensão de remédios irregulares no Brasil. Em 2008, 20 toneladas de medicamentos foram apreendidas. As apreensões são resultado de um termo de cooperação técnica assinado entre o Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), do Ministério da Justiça, e a Anvisa.

A falsificação de medicamentos não é feita no Brasil, mas os produtos entram pelos portos e pelas fronteiras, vindos, principalmente do Paraguai, de acordo com o MJ.

Entre os produtos apreendidos estavam remédios usados para tratar doenças graves, como o câncer. A falsificação de medicamentos é considerada crime hediondo, com penas que podem chegar a 15 anos de prisão.

*Com informações do Ministério da Justiça

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos