Série de assaltos a ônibus deixa três mortos e assusta passageiros de Salvador

Heliana Frazão
Especial para o UOL Notícias
Em Salvador

Uma série de assaltos a ônibus ocorridos em Salvador (e Região Metropolitana da capital baiana nos últimos dias está assustando a população que utiliza diariamente esse meio de transporte. Três dessas ações de bandidos, em localidades distintas, deixaram três mortos e várias pessoas feridas em menos de uma semana. O caso mais recente ocorreu na manhã desta quarta-feira (15), quando três homens assaltaram um veículo coletivo da Empresa Dois de Julho, no quilômetro 1 da Estrada do Coco. Um passageiro morreu e um bandido ficou ferido.

Conforme informações das Polícias Civil e Militar, o ônibus fazia o trajeto com destino ao Terminal da França/Praça da Sé quando foi invadido por três bandidos que anunciaram um assalto. Um passageiro, que estaria armado, teria reagido iniciando uma troca de tiros. Outro passageiro, Antônio da Silva Domingos, 45 anos, foi atingido na cabeça e levado para o Hospital Menandro de Farias, onde já chegou sem vida.

Um estudante de medicina de 21 anos foi baleado na coxa. José Ricardo Lima Brandão, 20, acusado de tentativa de assalto, também recebeu um tiro na perna. Outro acusado de participação no crime, Gilmar Santos Oliveira, foi apanhado pela polícia, mas o terceiro suspeito conseguiu fugir.

Segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Passageiros de Salvador (Setps), Horácio Brasil, os números oscilam muito e não é possível falar em tendência a crescimento ou redução desse tipo de crime. Ele observa também que as empresas não podem contratar serviço de segurança particular. "Seria absolutamente desastroso", diz ele, acrescentando que o problema é da Secretaria da Segurança Pública.

Secretaria quer contratar mais policiais
O secretário de Segurança Pública, César Nunes, anunciou a elaboração de estudos para a realização de concurso público que visa à contratação de mais 3.200 homens na Polícia Militar, que, segundo ele, reforçará o policiamento ostensivo. Nunes diz ainda que algumas ações - como o Programa Ronda nos Bairros - têm reduzido o número de assaltos nos bairros considerados mais violentos.

Conforme o secretário, entre janeiro e março de 2008 foram registrados 640 assaltos a ônibus, contra 602 no mesmo período de 2009. Já entre 1º e 12 de abril do ano passado foram 104, contra 58 deste ano. "Os casos ocorridos recentemente chamam a atenção porque envolveram mortes", avalia.

No último sábado (11), o sargento reformado Luiz Alberto Alves Araújo da Silva, de 52 anos, foi atingido por uma bala quando viajava num coletivo no bairro da Boca do Rio, orla da capital baiana. Segundo informações iniciais passadas pela polícia, Silva teria tentado agarrar um assaltante e foi surpreendido por um comparsa dele, que o atingiu no tórax. Ele morreu na hora.

Uma passageira que estava sentada próxima ao policial, Ivonete Pereira de Oliveira, 45 anos, e que também foi atingida por disparos, nega a versão de que ele teria reagido. Segundo contou, o criminoso desconfiou que Araújo da Silva era um policial e atirou à queima-roupa.

Ivonete foi baleada quando os bandidos tentavam fugir. Eles atiraram para dentro do coletivo. Ela afirma que foi salva por algumas cédulas de reais, totalizando R$ 150, que estavam enroladas em um bolo de papel e guardadas dentro do sutiã. Segundo disse, os médicos que a atenderam no Hospital Geral do Estado asseguraram que a bala foi amortecida pelo maço de notas e acabou alojada em seu seio e não chegaram ao coração.

Na terça-feira (14) a polícia prendeu um adolescente de 16 anos, apontado como autor do assassinato do policial. Com ele os agentes encontraram um revólver calibre 38, com o qual teria cometido o crime.

Cinco pessoas baleadas
Dois dias antes, cinco pessoas foram baleadas e um suspeito de tentativa de assalto morreu em um ônibus da linha Estação Pirajá/Estação Mussurunga. O anúncio do assalto foi feito na Estrada Velha do Aeroporto. No desespero, passageiros pularam pela janela com o coletivo em movimento e dois criminosos fugiram pelo matagal que margeia a pista. Um terceiro, identificado apenas como Budinha, foi baleado, saiu pela janela e foi atropelado por outro veículo, morrendo no local.

No mesmo dia, Emerson Araújo dos Santos, de 37 anos, foi atingido na perna em outro ônibus. A vítima estava com fones no ouvido e não percebeu quando o assaltante exigiu um anel que estava em sua mão. Emerson, que foi internado no Hospital Ernesto Simões Filho com a bala alojada na perna, já está em casa e não corre risco de morrer.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos