TRT propõe reintegração de sete ferroviários para tentar pôr fim à greve no Rio

Elisa Estronioli
Do UOL Notícias
Em São Paulo

O Tribunal Regional do Trabalho propôs que a SuperVia, empresa que administra o transporte ferroviário do Rio de Janeiro, reintegre sete funcionários demitidos para tentar pôr fim à greve da categoria, que entrou hoje no seu terceiro dia. A proposta foi feita pela vice-presidente do TRT, a desembargadora Glória Regina Ferreira Mello.

RJ: Rodoviários prometem iniciar paralisação amanhã


De acordo com o TRT, a SuperVia aceitou a reintegração dos sete funcionários, demitidos sem justa causa após o início das mobilizações por melhores condições de trabalho dos ferroviários. O Sindicato dos Ferroviários, que reivindicava a readmissão de 11 funcionários, vai decidir em assembleia marcada para as 18h se acata a proposta e põe fim à paralisação, que atinge cerca de 60% da categoria.

Os ferroviários decidiram entrar em greve nesta segunda-feira (13). Anteriormente, o sindicato planejava uma paralisação de 24h por melhores condições de trabalho e segurança, mas com as demissões, entendidas pelos funcionários como retaliação, decidiu-se pela greve por tempo indeterminado.

Quanto às reivindicações de segurança no trabalho, foi acordado que a empresa e o sindicato continuarão discutindo o assunto com representantes do Ministério Público do Trabalho. A proposta não foi condicionada ao fim da paralisação.

Efetivo de 60%
Em outra audiência no TRT, realizada na segunda-feira, a desembargadora determinou que o sindicato garantisse o efetivo de 60% dos funcionários trabalhando nos horários de pico (das 4h30 às 8h30 e das 16h30 às 20h30) e 40% nos demais horários. A SuperVia afirma que a determinação não foi cumprida, mas o sindicato nega.

O assunto não foi discutido na audiência de hoje. O TRT informou que, para que seja determinada a multa, SuperVia e o sindicato precisam apresentar documentos que comprovem se a determinação foi ou deixou de ser cumprida.

Agressão
Hoje de manhã, a SuperVia demitiu quatro funcionários sob acusação de terem agredido passageiros com socos e chicotadas durante a greve dos ferroviários. Uma rede de televisão flagrou a agressão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos