Defensoria do Rio ganha novas instalações para atender presos e mulheres vítimas de violência

Flávia Villela
Da Agência Brasil
No Rio de Janeiro

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro inaugurou hoje (16) duas novas instalações, no centro da cidade, para atender a população carcerária e mulheres que sofrem violência doméstica e familiar. O Núcleo do Sistema Penitenciário da Defensoria Pública do Rio de Janeiro (Nuspen) e o Núcleo de Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem) ganharam novos endereços, mais espaço e maior infra-estrutura para dar assistência jurídica integral à população mais carente.

Segundo o coordenador do Nuspen, Leonardo Guida, o novo centro irá proporcionar mais conforto para os parentes de presos e melhores condições de trabalho para os defensores.

"Antes eles ficavam esperando o atendimento no hall dos elevadores, sem ar-condicionado, sem lugar para sentar. Agora eles têm estrutura com espera, banheiro para deficiente, sala de atendimento com ar-condicionado, televisão. A gente evoluiu muito."

Segundo Guida, cada um dos 37 defensores do sistema penitenciário é responsável por uma média de 700 pessoas condenadas. Eles atendem semanalmente 1,8 mil presos dentro das unidades prisionais, além de mil parentes no próprio núcleo.

O novo Núcleo de Defesa dos Direitos da Mulher deve atender por mês 5 mil vítimas de violência doméstica e familiar. Só no mês de março, mais de 2 mil receberam assistência do Nuspen.

As novas instalações foram financiadas pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), do governo federal, por meio de convênio com Defensoria do Estado do Rio. Os investimentos para a criação dos novos núcleos foram de aproximadamente R$ 1,8 milhão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos