Ferroviários decidem continuar greve por tempo indeterminado no Rio

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Em assembleia realizada no final da noite da quarta-feira (15), os Sindicato dos Ferroviários do Rio de Janeiro decidiu manter a greve por tempo indeterminado.

A reivindicação, segundo Walmir Lemos, presidente do Sindicato dos Ferroviários, é pela readmissão de quatro, dos 11 funcionários demitidos. Mais cedo, o Tribunal Regional do Trabalho propôs que a SuperVia, empresa que administra o transporte ferroviário do Rio de Janeiro, reintegrasse sete funcionários demitidos para tentar pôr fim à greve da categoria.

Os ferroviários decidiram entrar em greve nesta segunda-feira (13). Anteriormente, o sindicato planejava uma paralisação de 24 horas por melhores condições de trabalho e segurança, mas com as demissões, entendidas pelos funcionários como retaliação, decidiu-se pela greve por tempo indeterminado. Cerca de 60% da categoria aderiu à paralisação.

Quanto às reivindicações de segurança no trabalho, foi acordado na audiência do TRT que a empresa, a Supervia, e o sindicato continuarão discutindo o assunto com representantes do Ministério Público do Trabalho - uma reunião entre o sindicato e o Ministério Público do Trabalho está marcada para as 13 horas desta quinta-feira. A proposta não foi condicionada ao fim da paralisação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos