Rio Negro sobe mais no Amazonas, e vítimas das cheias podem passar de 120 mil no Estado

Especial para o UOL
Em Manaus

O nível do rio Negro, no Amazonas, continua a subir devido às fortes chuvas que atingem o Estado e a Região Norte. Nesta sexta-feira (17), o rio atingiu o nível de 28,24 metros, cinco centímetros a mais do que o registrado no dia anterior e 23 cm acima do registrado na mesma data, em 1953, ano em que houve a maior cheia já registrada. Na ocasião, o Negro chegou a 29,69 metros.

Veja abaixo os municípios que foram atingidos pela cheia do rio Amazonas


De acordo com o coordenador de operações da Sedec, Hermógenes Rabelo, se o ritmo de cheia se mantiver, o número de pessoas atingidas em Manaus pode chegar a 80 mil.

Em todo o Amazonas, a estimativa é de que 120 mil pessoas já tenham sido afetadas pelos efeitos da cheia e mais de 20 municípios. Se a cheia do Negro ultrapassar os índice de 1953, a expectativa é de que neste ano aconteça a maior cheia dos últimos cem anos.

Envie fotos ou vídeos

Você está sendo afetado pelas chuvas no Norte do país? Fez imagens dos estragos?



De acordo com a Defesa Civil estadual, três municípios já receberam cestas básicas: Jutaí, Barreirinha e Presidente Figueiredo. Na última quarta-feira (15), o governador do Amazonas, Eduardo Braga (PMDB), decretou situação de emergência em todo o Estado em razão da elevação dos rios.

O secretário de Estado de Governo, José Melo, responsável pela coordenação de atenção às vítimas da cheia, disse ontem estar preocupado com a situação dos municípios da calha do rio Juruá.

"O município de Guajará, no alto Juruá subiu 3,3 metros em 5 dias. Está chovendo muito em nosso Estado", disse Melo, que desde a última quinta-feira (16) viaja pelos municípios atingidos.

Ajuda
O Ministério da Integração Nacional anunciou, nesta sexta-feira (17), o envio de 10 mil cestas básicas para atender às famílias afetadas pela cheia.

A ajuda de R$ 300 prometida pelo governo estadual a cada família vítima da cheia ainda não começou a ser paga.

De acordo com a Defesa Civil do Estado, as famílias ainda estão sendo cadastradas. O dinheiro, segundo o governo, será pago por meio de cartões magnéticos da rede Bradesco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos