Polícia do Rio procura assassinos de grávida no Jacarezinho

Da Agência JB

Policiais do 3º Batalhão (Méier) estão na Favela do Jacarezinho para tentar prender os assassinos de Leslie Lima da Vitória, de 33 anos, grávida de seis meses, morta com um tiro na cabeça no último sábado em Maria da Graça.

Ela foi submetida a uma cesariana no Hospital Salgado Filho, no Méier. Os médicos conseguiram salvar Juliana, nome que a mãe havia escolhido para o bebê. A menina nasceu com apenas 1,1 quilo e foi transferida para a Maternidade Carmela Dutra, no Lins, onde está internada na UTI neonatal, em estado grave.

Os policiais acreditam que os assassinos de Leslie sejam do Jacarezinho. Na chegada dos PMs, houve intensa troca de tiros. Ainda não há informação sobre vítimas.

Região é despoliciada, dizem vizinhos
Moradores do bairro de Maria da Graça, nas proximidades da esquina onde Leslie foi asassinada, disseram que os assaltos na região são frequentes. Segundo dois moradores, que não se identificaram, disseram em depoimento à GloboNews, a região é perigosa. "Antigamente ainda ficava uma patrulha perto de um mercado que tinha aqui. Agora, policiamento só de dia", disse um deles

O outro afirmou que por causa do perigo do cruzamento das ruas Miguel Gama e Fernando Esquerdo, próximo à favela do Jacarezinho, os carros diminuem a velocidade. "Por isso os motoristas ficam expostos e sempre tem assalto aqui. Há anos isto acontece."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos