Chuvas no Maranhão atingem mais de 22.000 pessoas e obrigam quase 7.000 a abandonarem suas casas

Do UOL Notícias
Em São Paulo

As inundações causadas pelas chuvas que atingem o interior do Estado do Maranhão nas últimas semanas obrigaram quase 7.000 pessoas a abandonarem suas casas, de acordo com a Defesa Civil Estadual. Em todo o Estado já há 2.466 desabrigados (pessoas que saem de casa e são abrigados em locais públicos) e 4.336 desalojados (que se acomodam em casas de familiares e amigos). Ao todo, são 22.172 afetados pela chuva de alguma forma (incluindo desabrigados e desalojados).

A situação é mais grave nos municípios de Marajá do Sena, Bacabal, Trizidela do Vale e Pedreiras - os dois últimos localizados na margem do rio Mearim, que subiu 6 metros nos últimos dias. Foi decretada situação de emergência em Trizidela do Vale, Marajá do Sena e Tufilândia - onde as chuvas destruíram boa parte da infraestrutura viária. A Defesa Civil está analisando as condições de Pedreiras, Nina Rodrigues e Presidente Vargas, que também pediram para decretar situação de emergência.

Equipes da Defesa Civil estão em Trizidela do Vale e Pedreiras para contabilizar os danos e prestar assistência aos atingidos. Em Trizidela, até a noite de segunda-feira (20), foram contabilizados 1.841 desabrigados, 209 desalojados e 2.205 afetados. Já em Pedreiras, na outra margem do rio Mearim, são 702 desabrigados e vários desalojados, embora a Defesa Civil não saiba informar o número exato.

Em Nina Rodrigues são 91 famílias desabrigadas, 337 pessoas desalojadas e 4.700 afetados. Já em Marajá do Sena, onde há uma equipe da Defesa Civil, 16 estão desabrigados, 1.892 desalojados e 3.454 foram afetados. No município de Bacabal são 185 desabrigados, 380 desalojados, 2.547 afetados. A Defesa Civil Estadual mandará ainda equipes para Presidente Vargas, Duque Bacelar, Pinaré Mirim, Lago da Pedra, Arame e Caxias.

As famílias estão sendo abrigadas em clubes, ginásios, escolas e galpões. Em alguns municípios, as prefeituras estão alugando casas para acomodar as vítimas das cheias. Apesar do número elevado de atingidos, os danos causados pela chuva são comuns na região nesta época do ano, de acordo com a Defesa Civil.

O Núcleo de Meteorologia de Presidente Dutra prevê chuvas em Trizidela do Vale, Pedreiras, Presidente Dutra e Barra do Corda durante toda a semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos