Hospital aguarda exames em três casos de suspeita de gripe suína em Minas Gerais

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte

Boletim médico desta terça-feira (28) do Hospital das Clínicas da UFMG, em Belo Horizonte (MG), informa que três pacientes internados ontem com suspeita de infecção com vírus da gripe suína estão com quadro clínico normal. O hospital ainda aguarda resultado de exames específico para a doença, que devem ser divulgados nesta quarta (29) pela Funed (Fundação Ezequiel Dias), em Belo Horizonte, e pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), no Rio de Janeiro.

Segundo o vice-diretor da unidade hospitalar, Antônio Luiz Pinho Ribeiro, o casal internado na ala de isolamento respiratório, que apresentava quadro de tosse e coriza (inflamação da mucosa nasal acompanhada de corrimento e espirros), não tem mais os sintomas. Eles têm idades de 28 (a mulher) e 29 anos (o homem).

Eles vieram do México, onde passaram a lua-de-mel, e desembarcaram no Aeroporto Tancredo Neves, em Confins, durante a madrugada de segunda-feira (27). O terceiro paciente, um homem de 35 anos, que recentemente fez viagem a Boston (EUA) e havia passado por Miami (EUA), apresenta uma tosse de pequena intensidade e coriza leve, segundo os médicos.

"Desde que eles se internaram, não apresentaram manifestações significativas, eles estão sem febre e muito bem clinicamente, sem nenhuma alteração significativa do quadro clínico", disse Ribeiro em relação ao casal, que reside em Santa Luzia (região metropolitana de Belo Horizonte).

Com relação ao terceiro paciente, o médico revelou que ele apresentou febre ao chegar à unidade hospitalar, porém, ela já havia desaparecido. "Na realidade, os três estão em excelente estado de saúde. Eles estão recebendo medicação para gripe, somente", disse o vice-diretor.

"É muito importante que as pessoas não entrem em pânico. Nós não temos evidência de que o vírus está no nosso meio (Brasil). Gripe, nesta época do ano, é algo extremamente comum", disse Ribeiro. Para ele, o foco das autoridades sanitárias são as pessoas que visitaram áreas de incidência da doença e que estão retornando ao país.

"Nós temos, em Minas Gerais, três casos suspeitos, mas com quadro clínico extremamente brando, não houve, até o momento, confirmação de casos da gripe suína. É importante evitar o alarmismo", ressaltou.

Leitos
Diferentemente do que havia anunciado ontem, quando a assessoria informou que apenas sete leitos seriam abertos para receber novos pacientes sob suspeição de gripe suína, o hospital, por meio do vice-diretor, revelou que mais 18 leitos estão sendo preparados no 7º andar. No entanto, não são de isolamento respiratório. O combate a possíveis transmissões na ala a ser criada se dará por meio de uma assepsia intensificada e a imediata incineração de roupas utilizadas pela equipe médica, que será reduzida para diminuir as chances de contágio, informou o médico.

Além disso, o vice-diretor esclareceu que existem seis leitos que garantem o isolamento total do paciente por meio de aparelhos de ar-condicionado que purificam o ar 12 vezes por hora, sem liberá-lo para o exterior. O hospital é o único a oferecer essa estrutura no Estado, que foi montada para combater a gripe aviária.

Segundo o diretor de biossegurança do Hospital das Clínicas, Edgardo Sequeira, uma equipe de 40 profissionais que havia sido anteriormente treinada para o combate à gripe aviária deve ser utilizada para atender casos de gripe suína.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos