Chuvas já afetam 150 mil no Maranhão, Ceará e Piauí; 8 pessoas morreram

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizado às 19h35

As chuvas que atingem a região Nordeste do país já afetaram aproximadamente 150 mil pessoas nos Estados do Maranhão, Ceará e Piauí. No total, pelo menos oito pessoas morreram. São 39 municípios em situação de emergência, considerando os três Estados. A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), afirmou que analisa a possibilidade de decretar estado de calamidade pública no Estado.

Você está sofrendo com as chuvas no Nordeste?



As enchentes no Maranhão já afetam 82.053 pessoas, segundo a Defesa Civil do Estado. Foram registradas quatro mortes - duas em São Luís, uma em Codó e uma em Croata - e um desaparecimento - em Pindaré Mirim. Em todo o Estado, 11.918 pessoas estão desabrigadas e 16.960 estavam desalojadas até esta tarde.

Desalojadas são as pessoas que tiveram de deixar suas casas, mas que estão em casa de parentes ou amigos. Desabrigados são aqueles que estão vivendo, agora, em abrigos públicos.


Ao todo, 18 municípios já decretaram situação de emergência. São eles Trizidela do Vale, Tufilândia, Marajá do Sena, Pedreira, Bacabal, São Luiz Gonzaga do Maranhão, Cajari, Presidente Vargas, Nina Rodrigues, Pindaré-Mirim, Arame, Lago da Pedra, Duque Bacelar, Codó, Rosário, Alto Alegre do Maranhão, Coroatá e Cantanhede.

A capital São Luís e os municípios de Boa Vista do Gurupi, Caxias, Itapecuru Mirim, Timbiras, Peritoró, Pirapemas, Santa Helena e São Raimundo do Doca Bezerra também foram afetados.

A situação é mais grave na região de Pedreira e Trizidela do Vale. Em Pedreira, 2.489 pessoas estavam desabrigadas e 1.251, desalojadas, até a manhã desta terça. O total de afetados no município chega a 10.071. Em Trizidela do Vale, havia 2.615 desabrigados e 1.583 desalojados. O Maranhão é atingido por chuvas diárias há três semanas, segundo a Defesa Civil estadual.

Ceará
No Ceará, são 59.246 afetados, 5.104 desabrigados e 10.346 desalojados. No total, 43 municípios foram atingidos pelas chuvas e sete decretaram situação de emergência - Quixeramobim, Ubajara, Frecheirinha, Bela Cruz, Uruburetama, Itapagé e Cedro.

Em todo o Estado, quatro mortes foram registradas nos últimos dias - três só nesta semana. As inundações foram causadas sobretudo pelas cheias dos rios das bacias dos rio Acaraú (cujo nível subiu 7 m), Salgado, Jaguaribe e Poti. O açude Castanhão, o maior do Ceará, transbordou e suas comportas foram abertas. A região norte do Estado é a que está sendo mais afetada.

De acordo com a Defesa Civil local, as chuvas normalmente diminuem em abril, mas neste ano aconteceu justamente o contrário. A previsão é que continue chovendo nos próximos dias.

Piauí
Ao menos 2.659 famílias no Piauí estão desabrigadas e desalojadas em razão das chuvas. Uma pessoa morreu na madrugada de terça-feira em Teresina. Quatorze municípios estão em situação de emergência - Barras, Batalha, Campo Maior, Esperantina, Francisco Aires, Ilha Grande, Joca Marques, Luís Correia, Luzilândia, Miguel Alves, Piracuruca, Prata, Teresina e Santa Filomena.

Segundo a Defesa Civil do Piauí, as chuvas devem permanecer atingindo o Estado até meados de maio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos