Chuva afasta brasiliense das festas do Dia do Trabalho

Iolando Lourenço
Ivan Richard
Da Agência Brasil
Em Brasília

A chuva que durante o dia afastou os trabalhadores das comemorações do 1º de Maio, em Brasília, atrapalhou a presença de pessoas nos eventos comemorativos.

Próximo à Torre de Televisão, no Plano Piloto, o Sesi montou um palanque para shows e apresentação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional. Entre as atrações montadas para as crianças, estavam os estandes de pintura, pula-pula, jogos e brincadeiras em geral.

No Eixo Monumental, próximo à estação rodoviária, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) montou um palco para apresentação de um show musical, ms até o início da noite pouca gente tinha comparecido ao local do evento. Apenas os ambulantes lotaram as áreas próximos ao palco.

Com o feriado, o comércio da cidade não funcionou. Até mesmo os supermercados e as padarias deram folga aos seus empregados. Os únicos estabelecimentos que abriram as portas foram as farmácias. O gerente de uma delas, Fernando Cerpa, disse que já está acostumado a trabalhar os feriados e nos finais de semana, mesmo admitindo que preferia estar com a família. "Já perdi muitos carnavais, semanas santas. Mas, nesse tempo de crise, é melhor trabalhar nos dias de folga do que não ter emprego", disse.

O porteiro Edmílson Brito de Oliveira disse que não se importa em trabalhar enquanto a maior parte da população está de folga. "Os feriados sempre sobram para mim. Acho até bom porque o trabalho e o movimento são mais tranquilos". Ele confessou que as constantes ausências de casa nos feriados deixam sua mulher irritada. "Em casa a mulher reclama, mas é trabalho e ela tem que compreender".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos