Mais chuvas agravam situação em Estados do Nordeste; Lula visita hoje PI e MA

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Chuvas castigam Maranhão

Atualizada às 13h48

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visita nesta terça-feira (5) os estados do Piauí e do Maranhão para ver de perto os estragos provocados pela chuva.

Lula sobrevoou áreas alagadas no Piauí com o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. Ele também visitou moradores desabrigados.

Mais pancadas de chuva e trovoadas atingem vários Estados do Nordeste na manhã desta terça-feira, agravando a situação já crítica de dezenas de municípios.

No Maranhão, o último balanço da Defesa Civil indica um aumento no número de afetados, que chega a 137.800 moradores de 48 municípios. Desse total, 25 mil estão desalojados - podem contar com auxílio de familiares e conhecidos - e 22.500 desabrigados - têm de recorrer a abrigos públicos.

Dos municípios atingidos, 42 já decretaram situação de emergência. Não há pessoas desaparecidas, mas sete pessoas já morreram devido. Ontem, um morador de Trizidela do Vale morreu após receber uma descarga elétrica.

Trizidela é um dos municípios mais afetados pelas enchentes, 90% da cidade está debaixo d'água, segundo a Defesa Civil. Até mesmo os abrigos da prefeitura ficaram inundados e a população está sendo transferida para outras cidades.

Em todo o Estado, seis rodovias federais estão interditadas. Três pontes, uma em Alto Alegre do Maranhão, outra em São Luís e outra em Moção, caíram, deixando a passagem totalmente bloqueada. Ao todo, segundo a Defesa Civil, 137 quilômetros de estradas foram destruídas e outros 738 quilômetros de rodovias estão danificados.

Piauí suspende aulas nas escolas
No Piauí, o número de atingidos chega a 8.209 famílias, ou cerca de 41 mil pessoas. Até a noite de ontem, 14 municípios já haviam decretado situação de emergência, mas 19 foram considerados atingidos pela Defesa Civil.

O governador Wellington Dias anunciou nesta manhã a suspensão das aulas nas escolas públicas da rede estadual de ensino em Teresina e no restante do Estado devido ao agravamento da situação causada pelas chuvas.

Dias justificou-se dizendo que no Estado existem diversas estradas e pontes danificadas, postes e fios caídos, que aumentando a possibilidade de acidentes, principalmente com as crianças que se deslocam diariamente para as escolas.

Em Teresina, onde a chuva afetou mais de 3.000 famílias, o prefeito Sílvio Mendes (PSDB) decretou ponto facultativo nesta terça para os funcionários do município.

No Ceará, há 135 mil famílias atingidas em 57 municípios. Foram registradas seis mortes e 103 feridos. Balanço divulgado ontem indicava que mais de 100 mil pessoas foram atingidas, sendo 5.892 estão desabrigadas e 12.712 estão alojadas em casas de parentes ou amigos.

A situação é crítica no município de Granja. Ali, são 6.040 pessoas atingidas pelas cheias do rio Coreaú que estabilizou nas últimas horas, mas causou danos e desabrigo em vários distritos. Os prédios da Câmara Municipal, Fórum e Prefeitura estão debaixo d'água.

Em Santana do Acaraú, 90 casas foram destruídas e há 166 desabrigados. Oito mil alunos estão sem aula porque há famílias alojadas nas escolas.

*Com informações das agências 'Estado' e 'Brasil', do portal do Governo do Estado do Piauí e dos sites 'Tempo Agora' e 'O Povo Online'.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos