Maranhão tem oito mortes provocadas pelas chuvas

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Atualizada às 18h53

O Maranhão confirmou em boletim da Defesa Civil de hoje a oitava morte provocada pelas fortes chuvas que atingem o Estado nas últimas semanas. O corpo da última vítima foi localizado na noite de ontem (5). Ainda segundo o boletim da Defesa Civil, o Maranhão registra 155.823 pessoas afetadas de alguma maneira pelas chuvas.

Segundo a Defesa Civil do Estado, o Rio Mearim, que corta grande parte do Estado, ainda está 14,5 metros acima do nível normal, deixando 31.715 pessoas desalojadas (podem contar com a ajuda de parentes e conhecidos) e outras 24.083 desabrigadas (estão alojadas em abrigos públicos). Ao todo, 61 municípios já decretaram situação de emergência e 58 pedidos já foram homologados pelo governo, de acordo com a Defesa Civil.

VEJA A SITUAÇÃO DAS CHUVAS NOS ESTADOS



O Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) informou que havia previsão de novos temporais nas regiões Norte e Nordeste do país nesta quarta-feira.

Enquanto nessas regiões a previsão é de temporais, o Sul do país sofre com a seca. No Rio Grande do Sul, já há 172 municípios em estado de emergência devido à estiagem.

A ocorrência simultânea do fenômeno La Niña e da zona de convergência intertropical (ZCIT) no hemisfério sul é a causa do excesso de chuvas nessas regiões e da estiagem no Rio Grande do Sul e, de acordo com a meteorologista Olívia Nunes, da Somar Meteorologia, a situação deve permanecer como está até o fim de maio.


Norte, Nordeste e Sul: quanto choveu e quanto se esperava, de 1/3 a 6/5; veja também os efeitos das chuvas e das secas em algumas cidades





*Com informações da Agência Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos