Galeão inaugura sala para receber passageiros de países com casos da gripe suína

Flávia Villela Da Agência Brasil No Rio de Janeiro

Atualizada às 13h47

O Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim ganhou hoje (7) novas instalações para acolher passageiros de voos vindos de países com casos da influenza A (H1N1), conhecida como gripe suína. Este é o primeiro centro exclusivo para esse tipo de doença em aeroportos brasileiros.

O local, que vai funcionar 24 horas e tem capacidade para cem pessoas, servirá para entrevistas com passageiros suspeitos de estarem com a doença. O centro tem cinco quartos de observação, além de uma área para 24 pacientes.

O secretário municipal de Saúde, Hans Dohmann, explicou que a localização do novo espaço, que fica ao lado da pista de desembarque, é estratégica, porque evita que um possível passageiro com a gripe entre em contato direto com o restante do aeroporto.

"Equipes da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] estão abordando e cadastrando todos os passageiros de voos vindos de países onde há casos da doença. Caso seja detectada alguma anormalidade, os tripulantes serão encaminhados diretamente para este centro de atendimento e daqui poderão ser ou não encaminhados para um dos quatro hospitais de sentinela da cidade".

O Brasil tem 26 casos suspeitos de Influenza A em 11 Estados, além do Distrito Federal. São Paulo, com nove casos, lidera o ranking de suspeitos, seguido por Rio de Janeiro, com três casos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos