Governadora do Pará pede R$ 85 milhões ao governo federal; quase 800 mil pessoas foram atingidas pelas chuvas em dez Estados

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Atualizado às 19h53

A governadora do Pará, Ana Júlia Carepa (PT), pediu hoje (7) ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a liberação R$ 85 milhões para obras de infraestrutura no Estado, atingido pelas fortes chuvas. A Secretaria Nacional de Defesa Civil divulgou no início desta noite que 796.878 pessoas já foram afetadas por enchentes em dez Estados. Foram notificadas 31 mortes decorrentes das chuvas em todo o país.

De acordo com as informações divulgadas pela Defesa Civil nacional, os estragos causados pelas fortes chuvas afetaram 283 municípios localizados no Ceará, Maranhão, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte, Bahia, Alagoas, Amazonas, Pará e Santa Catarina.

SERÁ QUE VAI CHOVER?

Confira a previsão do tempo para saber se vai chover na sua cidade.

Segundo relato da governadora do Pará, a solicitação dos R$ 85 milhões será avaliada pelo ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima.

O presidente da Vale, Roger Agnelli, também participou do encontro com Lula e Ana Júlia, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). A mineradora discute uma parceria com os governos federal e paraense para construção de casas populares no estado.

A Defesa Civil estadual informou nesta tarde que 32 municípios paraenses estão em situação de emergência e dois em estado de alerta. O último município a decretar situação de emergência foi Tucuruí, onde, segundo o órgão, 182 famílias estão desabrigadas.

Ao todo, 34 mil famílias já foram afetadas pelas chuvas em todo o Estado, das quais 1.255 estão desabrigadas. De acordo com a Defesa Civil, também foi notificada a morte de uma criança no município de Curuá nesta quinta-feira.

Ainda segundo o órgão, a região mais afetada pelas chuvas é a de Santarém, que já recebe atendimento e ajuda humanitária.

A Defesa Civil do Pará alerta para previsão de chuvas no Estado até o fim do mês.

Outros Estados
As enchentes enfrentadas pelos maranhenses já deixam 65 municípios em situação de emergência, segundo informação divulgada pela Defesa Civil do Estado. Às 14h, o Maranhão também contabiliza 33.034 desalojados, 24.934 desalojados e nove mortes. No total, chega a 167.883 o número de pessoas afetadas pelas chuvas.

No Rio Grande do Norte, 12 municípios estão em situação de emergência. O total de afetados pelas enchentes chega a 44.011, segundo informação divulgada pela Defesa Civil estadual nesta quinta-feira (7). Entre eles, há 3.735 desalojados e 1.657 desabrigados. A situação é mais grave no Vale do Açu, região onde se localizam as cidades de Assu, Alto do Rodrigues, Ipanguaçu, Pendências e Porto do Mangue, que foram atingidas por inundações.

No Piauí, 34 municípios estão oficialmente em situação de emergência. De acordo com a Defesa Civil do Estado, 11.949 famílias foram atingidas pelas chuvas, totalizando 59.745 pessoas.

O Ceará contabiliza 23 municípios em situação de emergência, segundo a Defesa Civil do estadual. O órgão também registrou 12 mortes, um ferido em estado grave, 6.747 casas danificadas, 699 residências destruídas e 16.311 pessoas desabrigadas.


Na Paraíba, 12 municípios tiveram decretos de situação de emergência homologados pelo governo estadual e outros sete estão sob análise.

Segundo o coronel Sinval Pinheiro Borges, coordenador da Defesa Civil paraibana, há cerca de 6.200 desabrigados no Estado, mais de 2.00 somente no município de Patos. No entanto, disse o coronel, o volume de chuvas já diminuiu na Paraíba.


Norte, Nordeste e Sul: quanto choveu e quanto se esperava, de 1/3 a 6/5; veja também os efeitos das chuvas e das secas em algumas cidades





*Com informações da Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos