Governo gaúcho anuncia R$ 5 milhões para combater a seca

Flávio Ilha
Especial para o UOL Notícias
Em Porto Alegre

A governadora Yeda Crusius anunciou nesta quinta-feira (7) a liberação de R$ 5 milhões para medidas de enfrentamento à seca, que assola as regiões norte e noroeste do Rio Grande do Sul há dois meses. Os recursos são provenientes do orçamento de três secretarias: Saúde (R$ 2 milhões), Habitação (R$ 1,5 milhão) e Obras (R$ 1,5 milhão). A verba, segundo a governadora, deve beneficiar diretamente cerca de 9.000 agricultores das regiões mais afetadas pela estiagem.

O governo gaúcho também anunciou que os pequenos produtores de milho dos municípios em situação de emergência terão isenção de 100% na compra de sementes para a safrinha - a segunda colheita do grão no ano, feita depois do verão. A medida envolve suplementação de R$ 2,6 milhões pela secretaria da Fazenda estadual.

Tempo seco em São Paulo

A umidade relativa do ar em São Paulo chegou hoje a 36,2% às 15h, o valor mais baixo registrado em 2009. Segundo a meteorologista Olívia Nunes, da Somar Meteorologia, é esperado que a umidade diminua na cidade a partir do outono.



Os R$ 5 milhões serão utilizados para completar a canalização de 250 poços artesianos abertos pelo governo gaúcho nos últimos 90 dias. Apenas metade deles está beneficiando a população, em 202 cidades do Estado, devido à falta de ligação com as comunidades. Cada município deve receber R$ 25 mil para canalizar os poços.

A governadora fez um apelo para que as prefeituras apressem a concessão das licenças ambientais necessárias às obras, que serão comandadas pela secretaria de Habitação, Saneamento e Desenvolvimento. "Precisamos fazer com que a água chegue aos locais onde está sendo necessária", disse Yeda.

A medida já havia beneficiado os 21 municípios mais afetados pela estiagem no Rio Grande do Sul, na região noroeste. As cidades vão parar suas atividades administrativas por cinco dias a partir da próxima segunda-feira (11) com o objetivo de direcionar recursos para combater a seca. A governadora estendeu o benefício a todas as cidades atingidas pela falta de chuvas.

Já a isenção para as sementes vai beneficiar aproximadamente 110 mil pequenos agricultores. Para ter direito ao subsídio, o produtor deve residir em pequena propriedade e ter, no mínimo, 70% da renda familiar baseada na exploração agropecuária. Os produtores precisam requerer as sementes por meio de um questionário.

A estiagem elevou para 193 as cidades em estado de emergência no Rio Grande do Sul. Nos municípios de Erechim, São Valentim e Lagoa Bonita do Sul, a água está sendo racionada no perímetro urbano. A falta de chuva também afetou o abastecimento de energia. Três hidrelétricas do rio das Antas, na região Noroeste do Estado, foram paradas em função do baixo nível de água dos reservatórios. As centrais abastecem cerca de 600 mil pessoas.

No norte do Estado, a hidrelétrica de Machadinho está gerando menos energia desde a quarta-feira (6). O reservatório está com apenas 9% da sua capacidade de armazenamento, cerca de 13 metros abaixo do nível ideal para operação.

Mesmo com a gravidade da situação, o ministério da Integração Nacional não tem previsão para a liberação de verbas do Programa Emergencial de Distribuição de Água - conhecido como operação carro-pipa, para o sul do país. O programa beneficia tradicionalmente os Estados do nordeste, que sofrem mais com a seca.

Na segunda-feira (4), por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), o ministério liberou R$ 21 milhões para o programa. Os recursos foram direcionados a 503 municípios dos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. A titular da Sedec, Ivone Maria Valente, disse que a prioridade é auxiliar as vítimas das cheias no Norte e no Nordeste do país, além das vítimas da seca crônica que assola a região de caatinga.


Norte, Nordeste e Sul: quanto choveu e quanto se esperava, de 1/3 a 6/5; veja também os efeitos das chuvas e das secas em algumas cidades



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos