Paciente do Rio ficará em centro de isolamento de hospital por até 10 dias

André Naddeo Especial para o UOL Notícias No Rio de Janeiro

O caso confirmado da gripe H1N1 - popularmente chamada de gripe suína - no Rio de Janeiro é o de um jovem de 21 anos que chegou de Cancún com escala na Cidade do México no último sábado. O paciente ficará internado num centro de isolamento, onde ninguém terá contato com ele, exceto os médicos, pelo prazo máximo de 10 dias, que é o período de duração do ciclo do vírus. Ele está internado no Hospital Universitario Clementino Fraga Filho, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

'Quarentena voluntária' no Rio

  • Chefe do departamento de doenças infecciosas e parasitárias do Hospital Clementino Fraga Filho fala sobre vítima da gripe suína no Rio de Janeiro


Pais e parentes serão monitorados para ver se apresentam sintomas da doença. Dois amigos que viajaram com o paciente foram examinados e liberados, mas permanecerão sob monitoramento.

"Os pais estão cientes de tudo que passa com o filho. Eles estão em casa, não têm necessidade de estar no hospital", disse a chefe do departamento de doenças infecciosas e parasitárias do hospital da UFRJ, Regina Barbosa Moreira.

"As visitas não estão sendo feitas para que se evite o contato. As pessoas que vieram com ele no voo não precisam vir ao hospital. Devem procurar o centro de controle das secretarias municipais e estadual para obter informações e serem monitoradas", acrescentou.

O diagnóstico do jovem de 21 anos foi feito no laboratório de viroses respiratórias da Fiocruz com um dos kits que foram enviados pelos EUA, que permite uma detecção genômica do vírus H1N1.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos