Governadora do RS diz que plano de irrigação depende das prefeituras

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Atualizado às 17h52

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), disse nesta sexta-feira (8) à RBS TV que as medidas adotadas pelo governo estadual para irrigar áreas rurais que sofrem com a estiagem dependem das prefeituras. Segundo o site do jornal gaúcho "Zero Hora", o governo "perfurou poços em diversas propriedades", mas a canalização necessária para utilizar a água é de responsabilidades das administrações municipais.

"Em metade dos casos, o poço está ali, a água está disponível, mas não há canalização", disse a governadora à RBS, de acordo com nota do "Zero Hora".

Santa Catarina também sofre com estiagem

  • Seca coloca 298 cidades em emergência



Na quinta-feira (7), Yeda anunciou a liberação de R$ 5 milhões para enfrentar a seca enfrentada pelo Estado. Os recursos serão utilizados para completar a canalização de 250 poços artesianos abertos pelo governo nos últimos 30 dias. Cada município irá receber R$ 25 mil para canalizar os poços. A verba, segundo a governadora, deve beneficiar 9.000 agricultores.

A governadora disse também "há uma política de irrigação" no Estado e que as prefeituras devem priorizar o uso consciente da água "mesmo que tenham água esse ano", publicou o "Zero Hora".

Na tarde desta sexta-feira, a estiagem que atinge o sul do país já deixava 196 municípios em situação de emergência no Rio Grande do Sul, segundo informação da Defesa Civil estadual. Ainda segundo o órgão, a região das Missões é a mais afetada.

No Estado vizinho, Santa Catarina, 108 municípios estão em situação de emergência devido à seca, de acordo com informação do Departamento Estadual de Defesa Civil atualizada nesta tarde.

O secretário-executivo do Ministério das Minas e Energia, Marcio Zimmermann, disse hoje que a transferência de energia para a região Sul e a geração de usinas termelétricas estão sendo combinadas para ajudar a poupar o nível dos reservatórios da região. Segundo Zimmermann, o Sul passa pelo pior nível de afluência já registrado.

*Com informações da Folha Online

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos