Ministro critica médicos que defendem venda de remédios contra gripe suína em farmácias

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Temporão critica venda de remédio contra gripe suína na farmácia

O ministro da Saude, José Gomes Temporão, criticou hoje (12) a postura de médicos e profissionais de saúde que defendem a venda de medicamentos contra a gripe suína em farmácias do país. Atualmente, apenas o Ministério da Saúde possui estoques do remédio e autoriza o uso em casos suspeitos da doença.

Para Temporão, a automedicação e o uso inadequado do medicamento podem abrir caminho para que o vírus H1N1 sofra mutações e crie resistência.

Durante audiência pública no Senado, o ministro admitiu que há "muita especulação e pouca certeza" em relação à doença. "Ainda é muito cedo para previsões refinadas", afirmou.

32 casos suspeitos
O Ministério da Saúde monitora 32 casos suspeitos de gripe suína no país, conforme balanço divulgado hoje. Ontem eram 22 os casos considerados suspeitos.

Os casos suspeitos estão nos Estados de São Paulo (14), Distrito Federal (4), Rio de Janeiro (4), Alagoas (2), Minas Gerais (2), Paraná (2), Pernambuco (2), Ceará (1) e Rondônia (1).

Hoje de manhã, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou, em audiência pública no Senado, que havia 34 casos suspeitos. Mais tarde, no entanto, análises laboratoriais descartaram dois casos.

O número de casos confirmados da doença não se alterou: até o momento, foram confirmados oito, nos Estados do Rio de Janeiro (3), São Paulo (2), Minas Gerais (1), Rio Grande do Sul (1) e Santa Catarina (1).

Além disso, 29 casos estão em monitoramento em dez Estados, e 168 foram descartados (veja tabela abaixo).

Paciente do Rio deve ter alta amanhã
O primeiro paciente no Rio de Janeiro com gripe suína deve receber alta amanhã (13) do Hospital Clementino Fraga Filho, na Ilha do Fundão. O paciente está no nono dia de internação e o prazo previsto é de dez dias.

Temporão diz que situação no Brasil é de tranquilidade
e de muito trabalho

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou hoje (12) que a situação no Brasil em relação à gripe suína é de "tranquilidade" e de "muito trabalho". Os casos confirmados no país permanecem em oito, além de 32 suspeitos e 39 em monitoramento

De acordo com a chefe do Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias do hospital, Regina Barbosa, o paciente, que contraiu a doença no México, não vai oferecer nenhum tipo de risco de transmissão da gripe.

"Ele será liberado sem fazer nenhum teste. Está imune à doença. Não tem problema nenhum, nem a família. Sai daqui curado, bem".

Mais duas pessoas internadas com a gripe continuam em tratamento. Uma delas, no oitavo dia da doença, está sem febre há 72 horas, mas de acordo com o hospital, teve melhora do estado geral e do quadro respiratório.

Outra paciente, que pegou a doença por transmissão autóctone (dentro do território brasileiro) e foi internada em 9 de maio em regime de isolamento, está sem febre há 60 horas, mas, no momento seu quadro é estável.

  • 1. As definições de caso em monitoramento, suspeito, confirmados e descartados estão disponíveis e atualizadas no Protocolo de Procedimentos e Manejo de Casos e Contatos de Influenza A(H1N1), que pode ser consultado no site do ministério.
    2. O total de casos em monitoramento e suspeitos pode variar de acordo com a reclassificação dos casos e o total de casos confirmados e descartados será sempre cumulativo.



*Com informações da Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos