Jovem que matou e esquartejou inglesa vai a julgamento em Goiânia

Sebastião Montalvão
Especial para o UOL Notícias
Em Goiânia

Réu confesso da morte e esquartejamento da inglesa Cara Burke, 17, o jovem Mohamed D'Ali Carvalho dos Santos, 21 anos, será julgado nesta quinta-feira em Goiânia. A sessão tem início previsto para as 8h30 no 2º Tribunal do Júri, sob a presidência do juiz Jesseir Coelho de Alcântara. "Devido a repercussão do caso, devemos ter grande público durante a sessão", disse o juiz.
  • AP

    Foto de arquivo feita com celular mostra o jovem Mohammed D'Ali Carvalho dos Santos, 20, e a britânica Cara Marie Burke, 17, dentro de um avião


O Tribunal de Justiça divulgou, por meio da assessoria de imprensa, que haverá esquema especial para a cobertura do caso. Uma fileira inteira do plenário está reservada para os jornalistas. "A sessão tem presença confirmada da imprensa local, nacional e internacional", diz um comunicado do TJ. A sessão também será transmitida ao vivo pela Rádio Justiça, administrada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O crime ocorreu no final da tarde do dia 26 de julho do ano passado, em um apartamento de classe média no Setor Universitário, região leste da capital goiana. Cara Burke foi morta a facadas e depois teve a cabeça e os membros decepados. O tronco foi colocado em uma mala de viagem e jogado às margens de um rio, em Goiânia. Cabeça, braços e pernas foram jogados em um córrego, próximo à cidade de Bonfinópolis (33 km da capital).

Julgamento
De acordo com a programação do tribunal, na primeira fase da sessão serão ouvidas as testemunhas arroladas no processo. São 10 no total, cinco de acusação e cinco da defesa. Logo em seguida, Mohamed será interrogado e então inicia-se o debate oral entre Ministério Público (MP) e defesa, com direito à réplica e tréplica.

A decisão de submeter o réu a júri popular foi tomada no último dia 24 de março. O juiz entendeu que o crime foi cometido por motivo fútil e sem permitir que a vítima se defendesse. Esse argumento deve ser utilizado pela promotoria para buscar a condenação do réu, baseado nos laudos cadavéricos da jovem morta. Além do homicídio, as acusações contra Mohammed são destruição e ocultação de cadáver.

Em contrapartida, a defesa se sustenta em laudos psicológicos que atestam a semi-imputabilidade de Mohamed. De acordo com os laudos, o rapaz sofre de transtornos de personalidade. A perturbação mental seria semelhante à verificada em indivíduos portadores de personalidades anti-sociais. Além disso, segundo o laudo, Mohamed teria agido sob o efeito de entorpecentes. "Acreditamos na tese de que ele seja declarado semi-inimputável, devido à dependência de drogas", disse o advogado de defesa, Carlos Trajano. No entanto, o representante do MP, promotor Milton Marcolino, afirma que Mohammed é completamente imputável e não psicopata.

Se houver condenação e os jurados acolherem a tese da defesa, a pena poderá ser reduzida de um a dois terços.

O caso
De acordo com a denúncia do MP, após matar Cara com facadas, Mohammed arrastou o corpo até o banheiro e o deixou lá a noite toda, enquanto participava de uma festa. No dia seguinte, ele esquartejou o cadáver e, com a participação de um amigo, ocultado as partes do corpo.

O tronco foi colocado em uma mala e jogado às margens do rio Meia Ponte, região leste de Goiânia. O corpo estava envolvido em lençóis e um cobertor, sem a cabeça, as duas pernas e os dois antebraços. Cabeça e membros foram acondicionados em sacos de lixo e jogados no ribeirão Sozinha, no município de Bonfinópolis.

O corpo foi encontrado no dia 29 de julho e os membros nos dias 3 e 4 de agosto. Mohammed foi preso na madrugada do dia de 31 de julho e, no dia 21 de agosto, o juiz Jesseir Coelho de Alcântara converteu sua prisão de temporária para preventiva. Desde então, ele está preso no complexo prisional de Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

O corpo de Cara Burke ficou retido no Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia até o dia 8 de setembro, quando foi liberado e enviado para a Inglaterra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos