Sem vigilantes, bancos mantêm agências parcialmente fechadas no Distrito Federal

Daniel Lima
Da Agência Brasil

As agências bancárias do Distrito Federal permanecem parcialmente fechadas desde a deflagração de greve por vigilantes na noite de segunda-feira (25). Sem segurança, todas as agências tiveram que fechar as portas e mantiveram em funcionamento apenas os caixas eletrônicos.
  • Marcello Casal Jr./ABr

    Greve também deixou hospitais e prédios públicos em todo o DF sem segurança



Segundo o Banco Central, a decisão dos bancos é respaldada pela lei 9.017, de 1995, que entre outras coisas dispõe sobre segurança para estabelecimentos financeiros, estabelece normas para constituição e funcionamento de empresas particulares que explorem serviços de vigilância e de transporte de valores.

De acordo com o artigo 14 da lei, "é vedado o funcionamento de qualquer estabelecimento financeiro onde haja guarda de valores ou movimentação de numerário, que não possua sistema de segurança com parecer favorável à sua aprovação, elaborado pelo Ministério da Justiça".

Algumas instituições financeiras, porém, não fecharam todas as agências, o que levou o Sindicato dos Bancários do Distrito Federal a acionar o departamento jurídico para pedir à Justiça que os bancos mantenham todos os seus estabelecimentos fechados com base na mesma lei.

A greve também deixou sem segurança hospitais e prédios públicos em todo o Distrito Federal. Os trabalhadores querem 15% de reajuste salarial e o aumento do vale-refeição de R$ 9,50 para R$ 15. As outras cláusulas reivindicadas pela categoria já foram atendidas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos