Justiça condena governo do Rio a indenizar companheira de homem morto na prisão

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A Justiça do Rio de Janeiro condenou o governo fluminense a pagar R$ 30 mil de indenização por dano moral à companheira de um detento que foi morto por estrangulamento dentro de um presídio estadual.

O desembargador Ernani Klausner, relator do processo, considerou que o Estado tem a "obrigação de zelar pela integridade física dos detentos alojados em suas unidades prisionais". O preso em questão foi morto em dezembro de 2005.

Segundo nota divulgada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a advocacia do Estado recorreu da primeira decisão sobre o caso, que previa pagamento de R$ 60 mil à companheira do presidiário. A indenização de R$ 30 mil foi fixada por Klausner em segunda instância e mantida pelos outros desembargadores da 1ª Câmara Cível.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos