Presidente Lula lamenta morte de integrante da guarda presidencial

Da Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou hoje (10) a morte do cabo Jeferson de Oliveira Santos do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, da Presidência da República. O cabo foi atingido por tiros por um soldado também da guarda presidencial na Granja do Torto, uma das residências oficiais da Presidência da República.

"O presidente lamenta profundamente o incidente", informou o porta-voz Marcelo Baumbach.

O incidente ocorreu por volta das 9h50 e o cabo chegou a ser encaminhado para o Hospital das Forças Armadas, mas faleceu por volta das 12h. O soldado responsável pelos disparos foi preso em flagrante e está à disposição da Justiça Militar.

A Polícia do Exército fez a perícia do local e foi instaurado Inquérito Policial Militar e também Inquérito Policial. O soldado não terá o nome revelado até que sejam definidos os encarregados dos inquéritos.

O crime ocorreu após uma discussão entre o cabo e o subordinado, de acordo com o chefe da guarda presidencial, coronel Gonçalves Dias.

A segurança na Granja do Torto é feita por um sargento, dois cabos e de 20 a 30 soldados, de acordo com informações do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos