Minc diz que participou de passeata da maconha como cidadão, e não como ministro

Da Agência Brasil

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, afirmou nesta terça-feira (16) que participou da passeata em defesa de liberação da maconha, realizada no último dia 9 no Rio de Janeiro, como cidadão, e não como ministro de Estado. "Me julguei no direito de cidadão livre, e não na condição de parlamentar ou de ministro de Estado, de chegar na manifestação, autorizada pela Justiça, e manifestar minha posição sobre o tema."

Minc participa de audiência na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados. Ele foi convocado para dar explicações sobre sua ida à passeata.

O ministro disse que a atual lei que trata sobre o consumo de drogas no país precisa ser alterada. Entre as mudanças, ele destacou a necessidade de deixar de tratar o usuário como criminoso. Para ele, o uso de drogas é uma questão de saúde pública.

Especificamente sobre a maconha, Minc disse que ela deveria ser tratada como outras drogas que fazem mal à saúde e viciam, como cigarro e álcool.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos