Servidores do Judiciário paulista realizam ato por reposição salarial

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Servidores da Justiça paulista realizam assembleias regionais nesta terça-feira (16) que podem culminar na paralisação da categoria por reposição salarial. Na quarta, a praça João Mendes, no centro da capital paulista, deve receber cerca de 5.000 servidores do Estado em um ato de protesto por melhorias.

Segundo o sindicato, desde o final do ano passado o Tribunal de Justiça do Estado não propôs acordo alegando que, em razão da crise econômica e da queda na arrecadação, sofre de falta de recursos por parte do Poder Executivo. Na última reunião, dia 14 de abril, não houve contraproposta.

Entre as reivindicações estão reposição salarial de 14,69%, cumprimento da data-base da categoria (março), contratação de novos servidores por causa de um déficit de 15 mil funcionários, aumento dos auxílios como transporte e saúde, pagamento de verbas indenizatórias, além de melhores condições de trabalho.

Uma greve, no entanto, segundo o sindicato, só deve ocorrer em agosto, já que julho é mês de férias. Enquanto isso, os servidores realizam operação-padrão, que ocorre desde abril, ou seja, continuam o atendimento, mas informam as reivindicações à população que usa os serviços.

A última paralisação ocorreu em 2004, quando os servidores realizaram a mais longa greve do Judiciário paulista, de 91 dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos