10,5% dos jovens brasileiros já conheceram parceiros sexuais pela internet

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

O ministério da Saúde aumentará a divulgação de informações sobre a prevenção da Aids na internet. A medida é uma reação aos dados de uma pesquisa inédita encomendada pelo ministério e divulgada nesta quinta-feira (18), em Brasília.

O levantamento mostra que 10,5% dos jovens entre 15 e 24 anos já teve pelo menos um parceiro sexual que conheceu pela internet. O índice cai para 5,4% na faixa etária entre 25 e 49 anos, e para 1,7% para a população entre 50 e 64 anos. Se for considerado todo o universo pesquisado, o percentual de indivíduos que conheceu ao menos um parceiro sexual teclando no computador é de 7,3%.

"A internet passa a ser uma coisa nova. O que antes eram redes de relacionamento na escola, no trabalho, no bairro, no clube, no barzinho onde o pessoal se encontra, agora também tem a internet. O ministério da Saúde está preocupado com isso e vem desenvolvendo uma nova estratégia comunicacional com a comunidade", afirmou o ministro José Gomes Temporão, durante a apresentação da pesquisa.

As estratégias de comunicação estão sendo estudadas pelo ministério e devem incluir sites de relacionamento e páginas de casais heterossexuais e homossexuais. Uma das alternativas em estudo é incentivar o teste de Aids nessas comunidades. O ministro Temporão quer que sua pasta funcione como um interlocutor nas discussões feitas pela internet, chamando a atenção para eventuais problemas detectados e levando informação para a população.

"Esse é um ponto novo, uma realidade com a qual o governo vai ter que lidar e também as organizações não governamentais", disse o ministro. E, apesar de a ferramenta ser mais acessada por jovens, o ministro destacou que os mais velhos também estão conectados. "Você pensa que a velhinha está lá fazendo crochê e ela está na internet", disse.

"Antes as relações se davam na vizinhança, na escola, no âmbito em que as pessoas circulavam. Hoje todas as pessoas conhecem alguém que conheceu alguém que mora no Pará e conheceu alguém no Rio de Janeiro, ou mora no Rio e conheceu alguém em Curitiba. Isso se tornou uma parte mais significativa da sociedade", disse Mariângela Simão, diretora do departamento de DST e Aids do ministério.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos