Banalização da Aids é preocupação para o Ministério da Saúde

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde apontou queda no uso do preservativo, entre 2004 e 2008. Considerando-se a população com idade entre 15 e 54 anos, o uso da camisinha com parceiros casuais passou de 51,6% para 46,5%. Com parceiros fixos, o índice passou de 24,9% para 20,3%. Para o ministério, os números servem de alerta para se aumentar as campanhas de conscientização. O risco é que se banalize a Aids.

"À medida que você avança e conquista um patamar diferenciado no tratamento com o uso do coquetel, existe sempre o risco de uma banalização. (As pessoas pensam) 'essa doença agora já é tratável, basta usar o remédio que está tudo bem', e isso não é verdade. Sabemos que é muito melhor viver sem a doença do que com ela e a única forma de evitar é a prevenção", ressaltou o ministro José Gomes Temporão, durante a apresentação da pesquisa.

No Brasil, são registrados anualmente 33 mil novos casos da doença por ano e 11 mil óbitos. O ministério destaca que, apesar de haver 190 mil pessoas em tratamento no país, estudos mostram que para cada 2 casos que iniciam tratamento, existem outros 5 casos não diagnosticados.

"O uso do preservativo se mantém num nível razoável, embora possamos perceber uma ligeira redução no uso, nos últimos quatro anos. Temos que redobrar a disseminação de informação, educação e a disponibilização gratuita de preservativo", disse Temporão, acrescentando que o ministério da Saúde está comprando 1 bilhão de camisinhas para distribuição gratuita.

A pesquisa apontou que quem pega preservativo de graça usa duas vezes mais do que aqueles que nunca pegaram. Os jovens são os que mais pegam o preservativo de graça. No período de 12 meses anteriores à pesquisa (realizada entre setembro e novembro do ano passado), 41,4% dos indivíduos entre 15 e 24 anos pegaram preservativo de graça. Na população com idade entre 25 e 49 anos, o índice é de 28,6%, e entre as pessoas com 50 a 64 anos, a busca por preservativo gratuito atinge 11,6%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos