Repúblicas de Ouro Preto terão de restaurar casarões históricos

Do UOL Notícias
Em São Paulo

As repúblicas estudantis de Ouro Preto (MG) serão obrigadas a reconstruir os imóveis que ocupam segundo projetos que respeitem as características históricas originais dos casarões. De acordo com o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), as intervenções e reformas feitas pelos estudantes que moram nos locais modificaram características arquitetônicas e causaram danos ao patrimônio cultural do município.

A maior parte das moradias estudantis de Ouro Preto estão em imóveis públicos cedidos pela Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop). Segundo o portal regional "Uai", por meio de contrato, os alunos se comprometem a manter as casas em perfeito estado de conservação. No entanto, a universidade fazia vista grossa às intervenções arquitetônicas.

Sete repúblicas assinaram Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público Federal, o escritório regional do Iphan e a prefeitura da cidade para fazer a restauração dos casarões. A Ufop se comprometeu a arcar com os custos das obras e arcar com os danos. Caso alguma das repúblicas descumprir o acordo, a universidade também terá de arcar com os danos, informou o "Uai".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos