SP: diminui número de agências do INSS em greve na capital e aumenta no interior

Marli Moreira
Da Agência Brasil
Em São Paulo

Das 48 agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na Grande São Paulo, 13 estão funcionando parcialmente hoje (19), segundo balanço da greve dos servidores divulgado há pouco pela representação regional do Ministério da Previdência Social. No interior, das 132 agências, 117 atendem normalmente e 15 de forma parcial, três a mais do que ontem. Hoje é o 4º dia de paralisação.

A unidade de Vila Prudente, na zona leste, que chegou a fechar as portas na manhã de ontem (18), voltou a atender sem restrições, informou o ministério. Têm prioridade no atendimento nos endereços afetados pela greve as consultas de perícia médica para os segurados que estão entrando com pedidos de auxílio-doença ou que necessitem prorrogar a licença.

Os dados sobre a adesão dos servidores apurados pelo movimento grevista só deverão ser conhecidos no final da manhã. O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência no Estado de São Paulo (Sinsprev) iniciou às 11h uma assembleia para avaliar os rumos da paralisação. No encontro deve ser decidida também a possibilidade de uma manifestação nas ruas centrais da capital paulista, no início da tarde.

A categoria entrou em greve por tempo indeterminado na terça-feira (16), com uma lista de reivindicações que inclui a intenção de que o órgão mantenha a jornada de trabalho de 30 horas semanais sem redução dos salários.

Por determinação do ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça, a continuidade da greve implica em pagamento de multa diária de R$ 100 mil. Em seu despacho, o ministro considerou o movimento ilegal e abusivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos